in ,

Delta Cafés junta-se a parceiros internacionais para garantir futuro dos pequenos produtores de café

A Delta Cafés juntou-se à International Coffee Partners (ICP), que inclui sete importantes empresas de café pertencentes a famílias europeias.

A parceria entrou em vigor a 1 de julho. O objetivo do ICP é ajudar os pequenos produtores de café em todo o mundo a melhorar a sua competitividade e o futuro das suas famílias promovendo práticas sustentáveis.

Os membros do International Coffee Partners incluem a Franck, da Croácia; a Joh. Johannson, da Noruega; a Lavazza, de Itália; a Löfbergs, da Suécia; a Neumann Kaffee Gruppe, da Alemanha; a Paulig, da Finlândia e a Tchibo, da Alemanha.

Há quase 17 anos que esta associação tem abordado questões relevantes que afetam os pequenos produtores de café, as suas famílias e comunidades. Fundada em 2001, inicialmente pela Tchibo, Lavazza, Paulig, Löfbergs e pela Neumann Kaffee Gruppe, em 2011 passou a contar com o contributo da Joh. Johannson  e, em 2014, da Franck, que vieram, assim, reforçar ainda mais o trabalho desenvolvido pelo ICP junto do sector do café, impactando mais de 74 mil famílias de agricultores, em mais de 12 países, como Uganda, Indonésia, Brasil e Honduras.

A entrada da Delta Cafés no ICP pretende reforçar o trabalho deste organismo junto sector. O trabalho desenvolvido pelo ICP consiste em assegurar as perspetivas dos meios de subsistência das famílias produtoras de café e seus descendentes, à medida que novos produtores são impactados por diversas formações que vão desde o desenvolvimento organizacional, aos sistemas agrícolas e às oportunidades empresariais.“É com muito orgulho que a International Coffee Partners acolhe a Delta Cafés na sua família. Com a entrada da Delta Cafés, podemos continuar a implementar, desenvolver e amplificar projetos de melhores práticas com pequenos produtores em todo o mundo. A empresa tem um longo historial de apoio ao desenvolvimento da sociedade em Portugal e no estrangeiro, onde foram implementados projetos com comunidades de produtores em Angola e Timor Leste. Experiências relacionadas com o progresso junto de comunidades agrícolas e a educação de crianças estarão disponíveis para desenvolver ainda mais as abordagens do ICP”, sublinha a presidente do ICP, Kathrine Löfberg.

A Delta Cafés, fundada em 1961, começou com um pequeno armazém de 50 metros quadrados e cresceu para se tornar na empresa mais reconhecida de café em Portugal. Agora, une-se à ICP enquanto parceira e, em cooperação com os outros membros, trabalhará em conjunto para continuar a longa história da instituição em colocar o agricultor em primeiro lugar. Isto significa que, juntamente com o seu parceiro de implementação, a Hanns R. Neumann Stiftung (HRNS), o ICP não só trabalha lado a lado com os produtores, comunidades e parceiros, mas também desenvolve abordagens sustentáveis de longa duração para melhorar os meios de subsistência na produção de famílias e comunidades. “Na Delta Cafés temos muito orgulho em fazer parte da família ICP. Desde o momento que em que conhecemos o seu trabalho percebemos que este é um projeto que possui os valores próprios da família, o cuidado com a sociedade e o cuidado com o café. Ao longo de décadas, a Delta tem investido em muitos projetos que são socialmente responsáveis, quer em Portugal ou noutros territórios internacionais. Estamos comprometidos e empenhados no progresso da nossa indústria, bem como no bem-estar da sociedade. Com a ICP, a Delta Cafés une-se a outras importantes empresas de café de propriedade familiar para trabalhar em conjunto com as famílias de produtores que levam café às nossas mesas todos os dias. Estamos entusiasmados por nos juntar a este grupo dinâmico e ao portfólio de projetos de sucesso em todo o mundo”, realça Rui Miguel Nabeiro, administrador do Grupo Nabeiro-Delta Cafés.

Publicidade

Publicidade

Gallo lança um novo piri-piri extra forte

Abel Aguiar é o novo diretor executivo para parceiros e PMEs da Microsoft Portugal