in

Consumo das famílias na União Europeia atinge mínimos de sempre

Foto Shutetrstock

Em 2020, a despesa com o consumo das famílias da União Europeia diminuiu 8% face a 2019. Esta é a maior redução anual registada desde que existem medições e deve-se aos efeitos da pandemia de Covid-19.

As medidas de distanciamento social, as restrições governamentais impostas à circulação de pessoas e atividades económicas não essenciais afetaram seriamente as despesas, no entanto, os gastos com a comida aumentaram.

 

Variações

Os maiores decréscimos na despesa com consumo das famílias registaram-se em restaurantes e hotéis (menos 38% face a 2019), vestuário e calçado, transportes e lazer e cultura (todos com uma diminuição de 17%).

Em contrapartida, os maiores aumentos registaram-se nos produtos alimentares e bebidas não alcoólicas (+3%) e nas comunicações (+2%).

Esta informação resulta de dados do Eurostat, que também detalha que, em 2020, mais de um quarto (26%) das despesas de consumo das famílias se destinava à habitação, água, eletricidade, gás e outros combustíveis, tornando-se a maior rubrica das despesas, à frente dos alimentos e bebidas não alcoólicas (15%) e dos transportes (12%).

Publicidade

Wish

França retira Wish dos motores de busca

Online-supermarket-Gorillas-is-aiming-for-6-billion-valuation-780x470

Casino entra na Gorillas para crescer no q-commerce