in

Comércio por voz só é responsável por 0,5% do comércio eletrónico

O comércio por voz, a compra através de um equipamento inteligente, como o Amazon Echo, luta para ganhar popularidade. A eMarketer esperava que quase um terço dos utilizadores comprasse colunas inteligentes até 2019, mas menos de 1% adotou essa prática.

Em 2019, 74,2 milhões de norte-americanos usarão estes equipamentos pelo menos uma vez por mês, prevê a eMarketer, e pelo menos 63,3% desses usos estarão num dispositivo da Amazon. O ponto de viragem esperado ainda não ocorreu e, embora o Google Home ainda esteja longe da Amazon, este é uma ameaça crescente.

A previsão de que 31% dos utilizadores comprariam através das suas colunas inteligentes no ano passado foi ajustada drasticamente: as compras através desses dispositivos alcançaram uma faturação de 2,1 mil milhões de dólares, nos Estados Unidos, em 2018, o que equivale a menos 0,5% de todas as vendas de e-commerce feitas no mercado norte-americano.

Muitos compradores por voz desistem

O mercado está a desenvolver-se a um ritmo mais lento, o que pode representar uma oportunidade para os retalhistas seguirem em frente e melhorarem a experiência do utilizador.

Claramente a experiência de compra precisa de trabalho, afirma a eMarketer. As marcas precisarão de dedicar mais atenção à promoção das suas aplicações de comércio por voz.

Publicidade

90% dos consumidores compram nas lojas físicas

Amazon bate recorde de vendas no Natal graças à Alexa