in

Centro de Frutologia Compal entrega bolsas de aceleração a empreendedores frutícolas

Foto: Pedro Zenkl

A Academia 2019 do Centro de Frutologia Compal (CFC) entregou três bolsas de aceleração de projetos de instalação frutícola no valor de 10 mil euros cada.

Conforme a deliberação do júri, os projetos vencedores foram os de Carlos Matos, Gil Silva e Ricardo Tojal.

A Academia teve como propósito acompanhar e acelerar as explorações de formandos de edições anteriores. Decorreu durante os meses de setembro e outubro, através de “webinars” que visavam reforçar as componentes de negócio e de inovação com foco na sustentabilidade financeira dos negócios frutícolas: novos modelos de negócio para a fileira agroindustrial, planos de negócio, marketplaces digitais, logística, estratégias de marketing e parcerias para fruticultores, comunicação digital, comportamento dos consumidores, tendências para a alimentação saudável e sustentabilidade.

Segundo José Jordão, presidente do Centro de Frutologia Compal, “ao longo dos últimos sete anos, tem sido muito gratificante trabalhar para o fortalecimento do sector frutícola através do reforço das competências técnicas e de gestão dos empreendedores frutícolas nacionais. Desde a sua criação, a Academia do CFC formou mais de 70 empreendedores frutícolas, percorreu cerca de 20mil quilómetros pelo país e administrou mais de 480 horas de formação. Em 2019, estivemos focados em todos aqueles que, ao longo dos últimos anos, e desde o início, estiveram connosco. Através de uma Academia focada nas competências de negócio e, especificamente, nas áreas de gestão, sustentabilidade, marketing, parcerias, entre outras, e com um modelo vincadamente digital através de ‘webinars’. E através de atribuição de bolsas que visam contribuir para acelerar os negócios destes nossos parceiros”.

Publicidade

El Corte Inglés e Repsol renovam parceria com cartões de descontos

Nespresso homenageia cultura italiana do café