in

Carrefour quer atingir neutralidade carbónica em 2040

Foto Karolis Kavolelis/Shutterstock

O Carrefour estabeleceu a meta para atingir a neutralidade carbónica até 2040, reduzindo ao máximo na fonte as emissões provenientes das suas atividades.

O retalhista francês centrar-se-á, em particular, na utilização de eletricidade totalmente renovável até 2030, substituindo todos os seus refrigerantes fluorados por fluidos naturais e reduzindo ainda mais o consumo de energia. Em conjunto, todas estas iniciativas vão retirar 1.280 mil toneladas de equivalente de CO2 até 2040, observou a empresa.

Em 2020, as metas definidas no âmbito das iniciativas Science-Based Target incluíram uma redução de 30% nas emissões, até 2030, e uma redução de 55%, até 2040, em relação aos níveis de 2019. Isto equivale a uma redução anual das emissões de 2,5%, sendo compatível com a manutenção do aquecimento global abaixo dos 2ºC até 2100.

Em 2020, o Carrefour reduziu as emissões em 9% em comparação com 2019.

A partir de agora, a empresa planeia reduzir as emissões resultantes das suas atividades em 50%, até 2030, e depois 70%, até 2040, em comparação com os níveis de 2019, uma meta alinhada com o cenário de 1,5ºC da SBTi.

 

Iniciativas

A empresa dará prioridade à produção de eletricidade no local e, em seguida, entrará em acordos de aquisição de energia. O consumo de eletricidade representou 58% das emissões de gases com efeito de estufa em 2020.

O Carrefour também reduzirá as emissões resultantes da utilização de gases refrigerantes em 50%, até 2030, e depois em 80%, até 2040. Será conseguido substituindo os refrigerantes fluorados por novas instalações que utilizam CO2, cumprindo a regulamentação europeia.

Publicidade

allylikes

Alibaba lança nova aplicação de fast fashion nos mercados ocidentais

gKraft

Navigator lança uma nova linha de produtos de packaging