in ,

Carrefour e Shoprite na corrida pelo Kero

O Estado angolano quer abrir mão da rede de hipermercados Kero. Na corrida por estes ativos, sob a alçada estatal desde outubro de 2020, estão Carrefour e Shoprite.

De acordo com o jornal Expansão, o valor das propostas a apresentar deverá ser abaixo do esperado, considerando o elevado nível de endividamento da rede.

Os 12 hipermercados, onde trabalham 1.711 colaboradores, foram entregues ao Estado há oito meses. Inicialmente, a intenção foi a sua privatização, mas a opção recaiu, agora, na transferência de gestão. Segundo o Expansão, as centenas de milhões de dólares de dívidas à banca constituiriam um entrave à privatização.

 

Concurso público

Através de despacho presidencial, foi, então, autorizada a abertura de um concurso público internacional, para a cessão do direito de gestão da rede de hipermercados que passou para o Estado quando recebeu 90% do capital social do Grupo Zahara, proprietário do Kero. A operação aconteceu no seguimento de um acordo inserido no combate à corrupção, em que os então acionistas, generais Dino e Kopelipa, entregaram as suas ações ao Serviço Nacional de Recuperação de Ativos (SENRA) para compensar o Estado pela utilização indevida de dinheiros públicos.

Selza

José Maria da Fonseca investe na Selza

ebay

eBay encerra atividade em Espanha