in

Carrefour aumenta em mais de 30% as vendas online de produtos alimentares

As vendas do Carrefour atingiram os 20.016 milhões de euros, no primeiro trimestre, menos 3% que no período homólogo de 2018.

Excluindo o impacto das divisas, as vendas cresceram 0,5%. Numa base comparável, o aumento foi de 2,7%.

Em França, o seu principal mercado, as vendas totalizaram 9.034 milhões de euros, 3,3% menos que no mesmo período do exercício anterior, devido a um novo contexto legislativo e à queda das vendas dos produtos não alimentares. No resto da Europa, a faturação reduziu 2,8%, para os 5.358 milhões de euros, enquanto na América Latina diminuíram 2,5%, para os 3.880 milhões de euros, e na Ásia contraíram 1,5%, para os 1.744 milhões de euros.

Nota de destaque nestes resultados trimestrais é o facto das vendas online de produtos alimentares terem crescido mais de 30%. O grupo assinala que “o forte impulso de transformação iniciado em 2018, e prolongado no primeiro trimestre de 2019, num complexo contexto macroeconómico, reforça a confiança da administração na relevância do plano Carrefour 2022, que apoia a ambição do grupo”.

Nesse sentido, o grupo francês confirma os objetivos financeiros deste plano, nomeadamente a redução de custos o valor de 2.800 milhões de euros em 2020, cinco mil milhões de euros em vendas online de alimentos em 2022, a mesma quantia de produtos orgânicos nesse mesmo período e a alienação de ativos imobiliários não estratégicos no valor de 500 milhões de euros em 2020.

Publicidade

Publicidade

Natura Cosméticos em conversações para compra de operações da Avon

Heineken ganha mais 15% no 1.º trimestre