in ,

CaixaBank, Global Payments e Ingenico Group criam programa internacional de inovação para startups dos sectores do comércio e fintech

A Ingenico Group, o CaixaBank e a Global Payments uniram-se para lançar um programa internacional de inovação para startups destinado a promover a criação de soluções inovadoras nos sectores do comércio e financeiro.

O projeto, designado Zone2Boost, será constituído como uma nova empresa participada pelo CaixaBank (40%), Global Payments (40%) e Ingenico (20%) e contará com a colaboração do IESE Business School.

A Zone2Boost terá por missão identificar iniciativas empresariais inovadoras no âmbito das tecnologias para o comércio e serviços financeiros e acompanhar o seu crescimento. As startups selecionadas beneficiarão de financiamento e acesso a um espaço físico onde poderão desenvolver os seus projetos e trabalhar em contacto com outras empresas inovadoras, bem como uma equipa de mentores que lhes proporcionará formação e consultoria à medida das suas necessidades específicas. Além disso, a DayOne, divisão do CaixaBank especializada em serviços para startups e scaleups, fornecerá crédito especializado adaptado a cada caso.

No âmbito desta iniciativa, a Ingenico, o CaixaBank e a Global Payments disponibilizarão aos empreendedores o acesso à sua rede de clientes. Paralelamente, os três parceiros terão preferência (embora não exclusividade) na incorporação de um projeto desenvolvido pelas startups do programa na sua oferta comercial.

Estima-se que o tempo de acompanhamento aos empreendedores se situe entre os seis meses e dois anos, durante os quais as novas empresas poderão evoluir desde fases muito precoces (fase seed) até uma que lhes permita aceder ao mercado através de rondas de investimento A e B. O programa estará aberto ao estudo de startups de todo o mundo, embora, inicialmente, se concentre no ecossistema de Barcelona, cidade onde iniciará atividade e onde se fixará o espaço de trabalho, no futuro Pier02 da Barcelona Tech City.

A iniciativa Zone2Boost será lançada no último trimestre deste ano e envolverá um investimento inicial de cinco milhões de euros ao longo dos próximos três anos. Prevê-se que, com o espaço plenamente operacional, este terá capacidade para acolher três dezenas de empresas por ano.

Publicidade

Publicidade

AB InBev vende a sua filial australiana

Super Bock lança campanha e nova marca de cerveja na China