in

Brambles é uma das três das empresas mais sustentáveis do mundo

A Brambles, empresa de soluções de logística para a cadeia de abastecimento que opera em mais de 60 países, maioritariamente através da marca CHEP, foi nomeada a segunda empresa mais sustentável do mundo pelo Barrons, a seguir à Accenture, a empresa de consultoria e serviços profissionais sediada em Dublin.

O Barrons, um jornal semanal americano publicado pela Dow Jones & Company, juntamente com a Calvert Research and Management, considerou as mil maiores empresas de capital aberto por valor de mercado em 24 países desenvolvidos (excluindo os Estados Unidos da América) e avaliou-as utilizando o mesmo processo de pontuação e cinco categorias de stakeholders que utiliza para classificar a lista norte-americana. A Brambles foi reconhecida pela Calvert Research pelo seu aprovisionamento sustentável e pelo desempenho dos seus colaboradores. De acordo com a Calvert Research, “a Brambles realiza um inquérito aos seus colaboradores e utiliza as suas avaliações confidenciais para melhorar as operações. A empresa oferece também formação online e treino individual para colaboradores, tendo sido pioneira na criação de paletes feitas a partir de resíduos“.

Adicionalmente, a Brambles manteve a sua posição de liderança do sector nas classificações ESG (Environmental, Social and Governance) da Morgan Stanley Capital International, pelo quinto ano consecutivo. O ESG Research é utilizado por 46 dos 50 principais gestores de recursos e por mais de 1.200 investidores a nível mundial, que são reconhecidos como um “fornecedor de dados Gold Standard”. “A Brambles continua a liderar o sector no desempenho geral ESG, demonstrando um compromisso com a sustentabilidade através de programas abrangentes que abordam todas as questões chave relevantes sobre as quais avaliamos o scetor“, afirma o relatório.

Em 2018, 99,4% da madeira que a Brambles utilizou proveio de fontes certificadas, o que a aproximou do seu objetivo de atingir os 100% em 2020 e ser nomeada uma das seis principais empresas do mundo a combater a desflorestação da cadeia de abastecimento através do Carbon Disclosure Project, uma organização sem fins lucrativos sediada no Reino Unido, cujo objetivo é estudar as consequências das alterações climáticas para as principais empresas de capital aberto do mundo.

[1] A MSCI ESG Ratings ajuda os investidores a identificar riscos ambientais, sociais e de gestão (ESG) e oportunidades no seu portfólio. Investigam e classificam empresas numa escala de “AAA” a “CCC” de acordo com a sua exposição a riscos ESG específicos do setor e a sua capacidade para gerir esses riscos relativamente a membros do setor.

Publicidade

Publicidade

Guloso reforça comunicação da gama Colheita Fresca

Continente assegura que 100% das suas embalagens serão reutilizáveis, recicláveis ou compostáveis