in

Bosch aposta em Aveiro para produção de bombas de calor

300 novos postos de trabalho em 2023 e previsão de duplicação da faturação a médio prazo

A Bosch reforça o negócio da unidade de termotecnologia em Aveiro, com a instalação de uma nova linha de produção de bombas de calor, que significa um investimento total de 12 milhões de euros, realizado em duas fases distintas, e a criação de cerca de 300 postos de trabalho.

A instalação desta nova linha de produção de bombas de calor vai ao encontro da estratégia de transição energética da empresa e da aposta do grupo na área da termotecnologia. “Esta é uma excelente notícia não só para a nossa unidade de Aveiro, como também para região e, até mesmo, para a economia do país. Estamos a falar em mais capacidade de produção, mais postos de trabalho e, sobretudo, do facto da Bosch em Aveiro assumir cada vez mais um papel preponderante naquele que é o futuro das soluções de aquecimento e da termotecnologia”, afirma Jónio Reis, administrador da Bosch em Aveiro.

 

400 mil unidades

Atualmente, a Bosch Aveiro produz a unidade interior, designada de IDU, para as bombas de calor de ar e água numa única linha de produção. Com esta nova linha de produção, passará também a produzir a unidade exterior da bomba de calor, a ODU.

A previsão é que a produção arranque já no próximo ano, durante o primeiro semestre de 2023, com o objetivo de chegar às 150 mil unidades anuais, mas com a perspetiva de que esse número aumente, a médio prazo, para as 400 mil unidades.

O aumento significativo da procura deste produto e as previsões otimistas para o futuro, a curto e médio prazo, conduziram já à implementação de exigentes medidas na atual linha de produção em Aveiro, nomeadamente, a duplicação da capacidade de produção através de investimento em equipamentos adicionais, de forma a responder à previsão de vendas de 37 mil unidades, já para este ano, um crescimento de 131% em relação a 2021, e ainda na implementação de uma segunda linha de montagem para a produção da IDU da nova família de bombas de calor, com data de lançamento prevista para o último trimestre deste ano, cuja capacidade para produção é de, aproximadamente, 60 mil unidades por ano.

 

Aposta em Aveiro

Estes investimentos, assim como o aumento da nossa capacidade de produção e do número de colaboradores, são um evidente sinal da aposta da Bosch em Aveiro e significa que esta localização se torna numa das principais para a produção e desenvolvimento de bombas de calor dentro do Grupo Bosch”, explica Jónio Reis. “A médio prazo, a previsão é de quase duplicarmos a nossa faturação. Além disso, não nos podemos esquecer que a produção, aliada à aposta em I&D destas soluções, se irá traduzir na contratação de perfis altamente especializados. Tudo isto com impacto direto não só nos resultados da unidade Aveiro, como também na dinamização da economia e na atração de talentos de toda a região”, reforça o administrador da Bosch Aveiro.

Publicidade

Mondelez

Mondelēz International quer vender as marcas Halls e Trident

Heinz Pulpex

Kraft Heinz testa garrafa de ketchup feita de polpa de madeira