in ,

Boicote em Marrocos afeta vendas e lucros da Danone

Foto Shutterstock

As vendas da Danone caíram 0,7%, em 2018, para os 24.651 milhões de euros, embora numa base comparável tenham crescido 2,9%.

Excluindo o impacto do boicote em Marrocos, a faturação teria crescido 3,6%.

Por seu turno, o lucro líquido da multinacional francesa caiu 4,1%, para os 2.349 milhões de euros. Nas contas de 2018 incluem-se encargos no valor de 821 milhões de euros, principalmente pelas depreciações de ativos, entre as quais estão as derivadas do referido boicote, que, de acordo com os cálculos da Danone, geraram perdas de 178 milhões de euros de faturação face a 2017.

Por áreas de negócio, a faturação dos produtos lácteos e de origem vegetal na secção internacional caiu 6,9%, para os 8.015 milhões de euros, enquanto que os produtos Noram cresceram 12,2%, para os 5.041 milhões de euros.

No caso da nutrição especializada, o volume de negócios atingiu os 7.115 milhões de euros, mais 0,5%, enquanto que a divisão de águas desceu 3,2%, para os 4.480 milhões de euros. Não obstante, as vendas comparáveis aumentaram nas quatro filiais: internacional (+0,1%), Noram (+1,5%), nutrição especializada (+5,9%) e águas (+5,3%).

No quarto trimestre, as vendas da Danone totalizaram 6.009 milhões de euros, 2,1% menos que no mesmo período de 2017.

Para 2019, ano em que a Danone celebra o seu centenário, a empresa prognostica um crescimento das vendas comparáveis em torno dos 3% e uma margem operacional recorrente acima de 15%.

Publicidade

Publicidade

Tesco e Media Markt estabelecem parceria para testar conceito shop in shop

L’Oréal lança diagnóstico digital da pele