in

Bens de luxo multiplicam por 7 o ritmo de crescimento

A categoria de luxo multiplicou por sete o seu ritmo de crescimento no último ano, segundo o BrandZ da Kantar Millward Brown e WPP. 

O valor destes bens alcançou os 114.860 milhões de euros, com uma evolução positiva de 28%.

De acordo com o estudo, este crescimento mostra que o luxo tornou-se num mecanismo de evasão, emoção e felicidade, perante os acontecimentos mundiais, para os consumidores. Este facto é particularmente visível nos mercados asiáticos, onde tem aumentado fortemente o consumo de bens de luxo.

A marca de luxo que mais cresceu em valor foi a Gucci, com uma melhoria de 66%. A marca, que é a terceira mais valiosa, beneficiou da adoção das tecnologias digitais, como o Instagram e outras redes sociais, aproximando-se dos Millennials. 

O ranking continua a ser liderado pela Louis Vuitton, que cresceu 44%. Na segunda posição figura a Hermès, com um crescimento de 20%. O top 5 fica completo com a Channel e Rolex, que, no entanto, desceram 6% e 8%, respetivamente. 

Publicidade

Insolvências globais aproximam-se do ponto de viragem

Há um novo gigante no sector dos grandes armazéns