in

Asos compra Topshop, Miss Selfridge e HIIT por 300 milhões de euros

A retalhista de moda online Asos anunciou a compra da Topshop, Miss Selfridge e HIIT, ativos do grupo Arcadia. A compra foi efetuada pelo valor total de 300 milhões de euros.

O negócio não contempla nenhuma das 70 lojas da marca, o que poderá resultar em 2.500 funcionários sem emprego. Os únicos que se salvam, para já, são os 300 funcionários do escritório central, como parte do acordo com a Asos para ajudar com design, compras e parcerias de retalho.

Com esta aquisição, a empresa quer continuar a trabalhar na sua missão de se tornar “o destino número um para os jovens amantes da moda em todo o mundo“, explica em comunicado. Além disso, argumenta que se tratam de marcas que têm a mesma base e forte presença no Reino Unido, Estados Unidos e Alemanha.

 

Pandemia

Em 2019, antes do impacto da Covid-19, as três marcas geraram uma receita total de aproximadamente mil milhões de libras em todos os canais.

Apesar dos desafios comerciais e de fornecimento no ano passado, as marcas continuaram a crescer por meio de parcerias online e de retalho, com uma receita total, em 2020, de aproximadamente 265 milhões de libras. As vendas por meio de parceiros de retalho cresceram 16% e as vendas online 5%.

O Grupo Arcadia, propriedade de Tina Green, entrou em falência em 30 de novembro. Em menos de um mês, conseguiu vender a sua marca de tamanhos grandes Evans ao australiano City Chic Collective, numa transação avaliada em 23 milhões de libras.

Publicidade

agroalimentar

União Europeia prevê impacto positivo no sector agroalimentar

Brexit

Acordo com o Reino Unido gera novos riscos