in

Alibaba amplia acordos com empresas alimentares espanholas

A Alibaba está a afinar as bases do seu modelo de negócio em Espanha através da filial Alibaba Ecommerce Spain, constituída em 2017 e alvo de uma injeção de capital recente no valor de 200 mil euros, avança a Alimarket.

Desde o final de 2016 que a Alibaba está a estabelecer bases no país vizinho, tendo nomeado Rodrigo Cipriano Forensio como managing director para o Sul da Europa. A sua missão é conectar os consumidores e fornecedores, particularmente as pequenas e médias empresas e as grandes companhias e ajudá-las a aproveitar as oportunidades do ecossistema Alibaba. Nesta tarefa trabalha juntamente com Ernesto Caccavale, responsável pelo desenvolvimento do negócio em Espanha e Portugal, orientado principalmente ao desenvolvimento dos marketplaces B2C Tmall e Tmall Global, assim como o marketplace B2B Alibaba.com. Nesta estrutura está também integrada Estela Ye, que lidera a equipa da AliExpress no mercado espanhol.

O desenvolvimento da gigante asiática em Espanha vai assentar e mais acordos com as empresas locais. “Às marcas e empresas oferecemos a infraestrutura tecnológica essencial e o conhecimento em marketing e operações de negócio necessário para aproveitar o poder da Internet. Em última instância, permitimos que as empresas transformem a forma como comercializam, vendem e operam e o nosso objetivo a longo prazo é atender dois mil milhões de consumidores e milhões de pequenas empresas em todo o mundo”, diz a Alibaba. “Queremos ajudar os negócios espanhóis a triunfar na China, desde aqueles que não têm presença e precisam de apoio para ampliar a sua oferta aos que nem sequer pensavam  em vender aos consumidores chineses e ajudá-los desde o primeiro instante nas transações transfronteiriças”.

Os marketplaces Tmall e Tmall Global já contam com mais de 70 “flagship stores” espanholas, um número que tende a aumentar dado o interesse dos consumidores chineses pelo estilo de vida mediterrânico. Nesse sentido, a Alibaba garante que irá apostar na ampliação da base de clientes do sector alimentar. “Espanha é um produtor de excelentes vinhos e alimentos, como por exemplo os produtos ibéricos, e a nossa plataforma vai facilitar que sejam conhecidos e consumidos no grande mercado chinês”.

Publicidade

Publicidade

Pedro Mesquita na direção geral da Fujifilm Ibéria

Mudança nos hábitos de consumo não ajuda o crescimento dos FMCG em França