in

“Aliança de retalho Epic Partners sequestra fabricantes “

Foto Shutterstock

Os fabricantes de marcas queixam-se de que a aliança de retalho Epic Partners, recentemente formada por iniciativa da Edeka, está a abusar do seu poder para pressionar os fornecedores.

Segundo a Retail Detail, a associação de fabricantes de marcas europeias AIM teme que a nova aliança de retalho explore o seu poder e distorça, assim, a concorrência. A organização refere-se a práticas que lembram a abordagem da AgeCore, que exigiu “taxas de entrada” aos fabricantes, pressionando as grandes multinacionais e suspendendo temporariamente as encomendas de determinados produtos. “Com o poder de mercado dos membros da Epic, que pode representar 20% a 30 % das vendas em alguns mercados, o fabricante não tem escolha a não ser ceder a exigências que são mais do que injustas: são anticoncorrenciais e o seu negócio é sequestrado “, diz Michelle Gibbons, diretora geral da AIM.

 

Epic Partners

A Edeka fundou a Epic Partners em agosto deste ano e colocou o ex-diretor da AgeCore, Gianluigi Ferrari, à frente da organização. Outros membros da aliança são a Magnit (número dois na Rússia), a ICA (número um na Suécia), a Jerónimo Martins (líder de mercado na Polónia e número dois em Portugal), a Migros (número um na Suíça) e o operador online holandês Picnic. Juntos, estes membros representam um poder de compra de 142 mil milhões de euros.

Publicidade

Comissão Europeia

Amazon, Ikea e Unilever comprometem-se ao seu transporte ser neutro em carbono até 2040

Iceland Foods

Iceland oferece alimentos que estejam no último dia da sua validade