in

Adega de Vidigueira lança Vinho de Talha branco 2018

AAdega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito continua com a produção do vinho de talha feita exclusivamente a partir de uvas brancas provenientes de vinhas com mais de 100 anos. Como é apanágio nesta técnica milenar, foi também utilizado, em 2018, o processo de vinificação deixado pelos romanos, muito popular nesta região do Alentejo.

Apresentado em modo “soft launch” no decorrer da BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, no passado mês de março, a nova referência chama-se Vidigueira – Vinho de Talha DOC Alentejo 2018. É produzida a partir de uvas de vinhas antigas, com produções muito reduzidas, mas cujos cachos têm uma refinada e invulgar qualidade.

Luis Morgado Leão, enólogo da Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito, explica que “as vinhas centenárias produzem cachos mais densos, concentrados e muito complexos em aromas e sabores. É por isso que os vinhos de talha obtidos a partir destas uvas são vinhos únicos, intensos e cheios de personalidade. Na nossa Casa das Talhas, conseguimos produzir um vinho totalmente diferente daqueles que a adega produz regularmente“.

As uvas que deram origem a este vinho de talha são provenientes de apenas seis hectares de vinhas, propriedade de associados da adega que as disponibilizaram para este projeto. Entregaram uvas das castas brancas tradicionais Antão Vaz, Roupeiro, Manteúdo, Diagalves, Larião e Perrum, algumas delas quase em extinção.

Atualmente, a Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito tem em marcha um novo projeto de enoturismo, a Casa das Talhas, um novo espaço que irá nascer no terceiro trimestre deste ano para dignificar e valorizar as artes associadas à produção de vinho de talha, de origem milenar. Este novo projeto conta com o apoio do Turismo de Portugal.

Super Bock Group distinguido no Monde Selection de la Qualité

ASAE

ASAE apreende cerca de 4.000 litros de vinho adulterado