in

60% das economias da zona euro em recessão em 2023

Foto Daniel J. Macy/Shutterstock.com

Cerca de 60% das economias da zona euro deverão estar em recessão, em 2023, não obstante o impacto positivo do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) e do alívio das dificuldades logísticas globais, avança a Moody’s.

De acordo com a agência de notação financeira, a inflação elevada e a subida dos juros estão na base deste cenário, ao reduzir o rendimento disponível das famílias europeias. Paralelamente, a crise energética aumenta o nível de incerteza, o que se reflete nas decisões de investimento e na confiança dos agentes económicos.

 

Dificuldades acrescidas para Portugal

A Moody’s sinaliza dificuldades acrescidas para Portugal, dada a sua elevada dependência do turismo, que atingiu já o pico da recuperação no verão passado, e ao rácio de dívida ainda demasiado elevado.

Não obstante, Portugal consegue ficar no grupo dos países que deverão crescer este ano, com o Produto Interno Bruto (PIB) a ficar acima dos valores de 2019 e a dívida a reduzir para abaixo dos níveis pré-pandémicos.

O risco de estagflação é também superior para as economias mais periféricas, como as do sul da Europa.

Vista Alegre

Vista Alegre lança novo segmento com aromas para a casa

compra

Europeus reconhecem a necessidade de consumir de forma mais sustentável