in

38% dos pais pretendem recorrer a apoio extraescolar

Para 64% dos inquiridos do Observador Cetelem Regresso às Aulas,  o desempenho escolar dos seus filhos é classificado como “Bom”. Perante esta perceção que os pais têm do percurso escolar dos filhos, seja para potenciar os bons resultados já obtidos, seja para melhorar as notas e os conhecimentos dos educandos, 38% dos inquiridos com filhos em idade escolar deverão recorrer às mais variadas formas de apoio pedagógico adicional.

Entre estes, 16% considera optar pelos ATL, um forte incremento em comparação a 2017, quando apenas 9% dos pais consideraram optar por este formato. Também os centros de estudo angariam algumas preferências, com 11% das respostas a ir nesse sentido (mais oito pontos percentuais que no último ano). O recurso a familiares é mencionado por 6%, uma descida em comparação com os valores do ano passado (11%); por fim, as explicações particulares passam de um valor residual no ano transato (1%) para 5% em 2018.

Já para 55% dos participantes não será necessário recorrer a qualquer auxílio externo para apoiar os filhos nos estudos, um aumento de 10 pontos percentuais face ao registado em 2017.

Pode-se ainda concluir, com estes números, que aumentou significativamente o número de inquiridos que sabe exatamente aquilo que quer, isto pela análise dos que escolheram a opção “não sei” em 2017 (31%) e em 2018 (apenas 7%).

Publicidade

Time Out Market celebra 50 anos da Time Out com uma exposição de 50 capas da revista

Smeg abre loja no Tmall