in

33% dos portugueses pretende aproveitar os saldos de janeiro

Foto Shutterstock

Janeiro é sinónimo de saldos em todo o país e em grande parte das lojas. Este ano, apesar do adiamento dos saldos nas lojas físicas, por conta da pandemia, continuam a ser muitos os portugueses que optam por aproveitar esta altura do ano para fazer algumas compras e começar o ano a poupar.

Segundo o estudo do Observador Cetelem, 33% dos portugueses inquiridos tem intenção de aproveitar os saldos de janeiro – em 2020, apenas 27% dos inquiridos pretendia aproveitar esta época.

Os inquiridos mais velhos, dos 65 aos 74 anos, são os que menos tencionam usufruir dos saldos do início do ano (75%). Já os portugueses entre os 25 e os 34 anos são os mais dispostos a usufruir dos saldos (56%).

A nível regional, os residentes de Lisboa são os que mais planeiam aproveitar os saldos (74%), enquanto os do Porto são os que menos pretendem fazê-lo (apenas 20%).

Dos portugueses inquiridos que vão usufruir dos saldos, 19% revela que vai aproveitar esta altura para fazer compras para si e para os outros, sobretudo, os mais jovens com idades entre os 18 e os 24 anos (36%).

Nestes saldos, as categorias de produtos mais procuradas pelos portugueses são o vestuário e acessórios (73%), seguidos de perfumes e maquilhagem (41%), relógios e jóias (29%) e os brinquedos (11%).

Publicidade

ciberataque

Ciberataques a organizações portuguesas aumentaram 81% em 2021

walmart

Walmart implementa serviço que entrega comida dentro de casa