in ,

Walmart e Microsoft aliam-se na compra do TikTok

Foto XanderSt/Shutterstock

A Walmart está a negociar com a Microsoft a realização de uma oferta conjunta para a compra da filial do TikTok nos Estados Unidos da América.

O negócio inclui também as atividades da rede social no Canadá, Austrália e Nova Zelândia. “Acreditamos que uma relação potencial com o TikTok, em associação com a Microsoft, poderia oferecer à Walmart uma via importante para chegar se servir os clientes através de múltiplos canais, assim como fazer crescer o nosso marketplace e negócios publicitários”, indicou a retalhista norte-americana à CNBC.

 

Demissão do CEO do TikTok

A parceria é conhecida poucas horas depois do CEO do TikTok nos Estados Unidos da América, Kevin Mayer, ter apresentado a sua demissão perante as ameaças de veto à rede social por parte das autoridades do país. Trata-se de uma campanha de pressão para fechar a plataforma, à qual se somou o próprio presidente, Donald Trump, porque a considera uma ameaça para a segurança nacional devido à recolha de dados privados dos cidadãos.

No passado dia 14 de agosto, Donald Trump emitiu uma ordem executiva fixando um prazo de 90 dias para que o TikTok encerre as suas operações, caso não venda os seus ativos a uma empresa norte-americana. Por isso, a proprietária da plataforma, a chinesa ByteDance, planeia selecionar um comprador nos próximos dias e assinar um acordo de venda antes da data, indica a Reuters.

Publicidade

Agriloja

Agriloja investe em Aveiro

Lefties

Lefties vai começar a vender online