in ,

Três quartos dos portugueses consomem batatas fritas de pacote

O estudo TGI da Marktest quantificou, na vaga de julho de 2019, em 6.372 mil o número de portugueses que referem ter consumido batatas fritas de pacote nos últimos 12 meses, o que representa 74,4% dos residentes em Portugal Continental com 15 e mais anos.

O consumo deste tipo de produto tem sido elevado ao longo dos anos. Após uma ligeira quebra em 2016, retomou uma tendência crescente, chegando a julho de 2019 com o valor mais elevado desde 2010.

Na análise do perfil destes indivíduos, constata-se que a idade é a variável mais discriminante, com comportamentos mais heterogéneos. É entre os 35 e os 44 anos que mais indivíduos referem ter consumido batatas fritas de pacote (81,6%), seguidos de perto pelos indivíduos entre os 25 e os 34 anos (80,8%). Já nos indivíduos com mais de 65 anos, a penetração é de 64,6%.

Por região, a Grande Lisboa destaca-se com 80,8% dos seus residentes a afirmarem ter consumido este tipo de batatas nos últimos 12 meses.

Entre as classes sociais, as diferenças oscilam entre os indivíduos da classe alta e média alta, com uma penetração de 77,9% e as classes média baixa/baixa, com 72,2%.

Entre homens e mulheres, o consumo é semelhante: 74,2% dos homens afirmam ter consumido batatas fritas de pacote nos últimos 12 meses, subindo ligeiramente a percentagem junto das mulheres (74,6%).

Os dados do TGI mostram ainda que o tipo de batatas fritas de pacote que mais consumidores referem consumir são as batatas lisas.

Publicidade

Electrão, Lidl, CML e NewsMuseum apresentam o primeiro museu da reciclagem

As tendências globais na alimentação e bebidas para 2030