in

Tesco triplica lucros

Foto Shutterstock

A Tesco teve um ano forte em 2021, com os lucros antes de impostos a triplicarem. No entanto, a maior cadeia britânica de supermercados alerta para incertezas significativas e para uma forte inflação dos preços este ano.

No seu ano fiscal 2021/2022 as vendas do negócio de retalho da Tesco aumentaram 6%, para 73,6 mil milhões de euros. No exercício terminado em fevereiro, os lucros também subiram significativamente. Os lucros antes de impostos atingiram os 2,44 mil milhões de euros, três vezes mais do que no ano anterior. Os lucros operacionais resultantes das atividades de retalho aumentaram 35%, principalmente porque os elevados custos relacionados com a Covid (medidas de segurança, pessoal extra, etc.) reduziram e a evolução das compras voltou ao normal.

Como resultado desta normalização, no entanto, as vendas online diminuíram 6,5%. Mas em comparação com o ano anterior à pandemia (2019), as vendas online mantiveram-se 66% mais altas. A Tesco processou uma média de 1,2 milhões de encomendas por semana, no ano passado.

 

Manter os preços sob controlo

Para este ano, o CEO da Tesco, Ken Murphy, modera as expectativas, assumindo um lucro entre 2,89 mil milhões de euros e 3,13 mil milhões de euros, abaixo dos 3,42 mil milhões de euros previstos pelos analistas.

O gestor refere-se à guerra na Ucrânia, mas também à forte inflação e ao aumento dos custos. Especialmente no Reino Unido, a concorrência dos operadores de discount Aldi e Lidl é feroz, o que obriga os supermercados a manter os preços baixos.
Claramente, o ambiente externo tornou-se mais desafiante nos últimos meses.  Num cenário difícil para os nossos clientes, e com os orçamentos das famílias sob pressão, estamos focados em manter o custo da loja semanal sob controlo, trabalhando em estreita parceria com os nossos fornecedores, bem como fazendo tudo o que pudermos para reduzir os nossos próprios custos“, afirma.

Publicidade

Retalho

Quais são os 50 principais retalhistas mundiais em 2022?

Fábrica 1921 street market

Cushman & Wakefield coloca Auchan no novo projeto Fábrica 1921 em Benfica