Gasshô
in

Supermercado biológico de Setúbal Gasshô anuncia expansão

O Gasshô, o primeiro supermercado biológico de Setúbal, prepara-se para ampliar o espaço que ocupa, lançar uma gama de marcas próprias e apostar, ainda mais, em sustentabilidade, com a eliminação do desperdício alimentar, através do financiamento ético em parceria com a GoParity.

Movidos pela sua paixão pela macrobiótica e pela alimentação saudável, Paula e Emanuel decidiram embarcar numa aventura no mercado retalhista, abrindo, em 2013, o primeiro supermercado biológico de Setúbal, o Gasshô, quando ainda pouco ou nada se falava do consumo de produtos orgânicos e sustentáveis na região. O modelo de negócio destaca-se pela oferta de produtos biológicos certificados, que provêm de produtores locais, nacionais e internacionais.

Passados oito anos, o Gasshô ambiciona agora aumentar a sua escala e oferecer melhores preços aos seus clientes, através de uma ampla gama de produtos com marca própria. Com o objetivo de diversificar a oferta e eliminar o desperdício alimentar, vai abrir uma cafeteria biológica e um serviço de take-away para a comunidade.

 

GoParity

O Gasshô procura angariar 160 mil euros através de uma campanha de financiamento colaborativo na plataforma de finanças verdes GoParity. Qualquer pessoa pode investir a partir dos cinco euros para apoiar o projeto e obter 5% de juros ao ano.

O nosso desejo de nos juntarmos à GoParity advém do facto de sermos um projeto que trabalha diariamente por uma saúde de qualidade, bem como por uma produção e consumo sustentáveis. Esta é a primeira vez que recorremos à angariação de financiamento e soubemos logo que o queríamos fazer de forma ética, alinhado com os valores do Gasshô. O nosso propósito é conseguir fazer chegar produtos biológicos e sustentáveis a mais pessoas, aumentando, assim, o seu impacto na comunidade. Consideramos que a união faz a força e temos que nos aliar a outros projetos que servem de alavanca para aqueles que querem melhorar a forma como o ser humano interage com o mundo. Nesse sentido, as finanças verdes vão ao encontro da nossa filosofia”, afirma Bárbara Leão de Carvalho, gestora do Gasshô.

O Gasshô acredita que é importante apoiar o crescimento, a autonomia e a resiliência das economias locais, por isso, decidiu contribuir para fortalecer a comunidade em que está inserido e suportar novos empreendedores.

Nesse sentido, a iniciativa com a GoParity visa criar mais oportunidades para inovação e empreendedorismo de pequenos produtores locais, incluindo o suporte à criação de, pelo menos, oito novos negócios sustentáveis nos próximos quatro anos.

 

drones

Drones da Walmart vão entregar em 4 milhões de lares

higiene

31,5% dos portugueses gasta até 19,99 euros por mês em produtos de higiene