in

Prémio do Júri é atribuído ao Programa Leite de Vacas Felizes

A Bel Portugal, detentora das marcas de queijo como A Vaca que ri, Limiano, Mini Babybel e Terra Nostra, recebeu o Prémio do Júri da 22ª edição dos Troféus Luso-Franceses, promovido pela Câmara de Comércio e Indústria-Luso Francesa (CCILF). Esta condecoração foi atribuída pelo júri da iniciativa e entregue ao Programa Leite Vacas Felizes, lançado pela marca açoriana Terra Nostra, no início deste ano.

Este é um programa único de cooperação entre Terra Nostra e os seus produtores de leite açorianos.

Com práticas agrícolas sustentáveis e elevados critérios de qualidade, a grande diferenciação deste programa está na pastagem. O melhor leite vem da pastagem e de vacas felizes, vacas que vivem ao ar livre e em comunidade, com uma alimentação à base de erva fresca o ano inteiro. É também uma preocupação do Programa, contribuir para a viabilidade económica das explorações parceiras”, refere o comunicado.

O Programa Leite de Vacas Felizes assenta em cinco pilares – a pastagem, o bem-estar animal, a qualidade e segurança alimentar e a eficiência.

É uma enorme honra receber este troféu em reconhecimento do Programa Leite de Vacas Felizes. Um programa único sobre ter o melhor leite, e em que o melhor leite vem da pastagem, de vacas que vivem ao ar livre alimentadas à base de erva fresca, tal qual como devem, com elevados critérios de qualidade e sustentabilidade,” comenta Ana Cláudia Sá, Diretora Geral da Bel Portugal. “Este programa é sobre fazer o bem, para com os nossos animais, para o ecossistema, para os Açores e para todos nós. O resultado é um leite puro e rico, com o qual produzimos o nosso queijo, leite e manteiga Terra Nostra”.

Os troféus Luso-Franceses condecoram anualmente as melhores empresas sediadas em Portugal e França de diferentes sectores. Esta iniciativa da CCILF visa incentivar as trocas comerciais entre os dois países e reconhecer as estratégias e investimentos em ambos os mercados.

Publicidade

ASUS lança linha ZenPad em Portugal

Stocks de Bacalhau na Islândia ao nível mais alto dos últimos 30 anos