in

Portugueses vão aumentar os seus gastos neste Natal

Os dados recolhidos pelo estudo do Observador Cetelem Natal 2017 indicam um aumento consistente nos níveis de consumo dos portugueses nesta quadra festiva. Existe maior vontade de adquirir presentes e maior orçamento para alocar a esses gastos.

Ainda assim, cresce o número daqueles que pretendem poupar, e a forma encontrada para o efeito é reservar a compra de prendas para as crianças e familiares mais próximos.

As conclusões indicam que, em média, os portugueses tencionam gastar 252 euros. Deste valor, 53% destina-se a presentes, num total de 134 euros. Neste caso, verifica-se um aumento face a 2016, quando o valor médio previsto pelos consumidores nacionais para despender no Natal se situou nos 211 euros. Este ano, assiste-se mesmo a uma crescente intenção de aquisição de prendas neste Natal. Pelo menos é o que asseguram 95% dos inquiridos, um aumento de 15% em relação a 2016.

Os números do Observador Cetelem indicam ainda que as mercearias representam a segunda fatia dos gastos, mais concretamente 34%, seguidos dos valores destinados a compras sazonais, como decorações de Natal (8%), e férias no final de do ano (5%).

Apesar desse aumento nos gastos médios e da maior motivação para adquirir prendas, 30% dos inquiridos pretendem reduzir os gastos, mais cinco pontos percentuais que em igual período do ano passado. Destes, 83% referem que a forma encontrada é cingirem-se à oferta de prendas às crianças e aos familiares mais próximos.

Por fim, a generalidade dos portugueses já terá iniciado a aquisição de prendas natalícios. Pelo menos, e segundo o Observador Cetelem, 68% dos inquiridos previam efetuar as suas compras entre duas semanas e um mês antes do Natal, num aumento de oito pontos percentuais em relação ao ano transato.

Publicidade

Laranja do Algarve faz sucesso em vídeo internacional

Chivas Regal lança edição limitada de Natal