in

Nike deixa grandes clientes

Foto Shutterstock

A Nike está a terminar a sua colaboração com um conjunto de grandes parceiros de retalho nos Estados Unidos, apostando, em contrapartida, nas vendas diretas.

Nesse sentido, os produtos da Nike irão, em breve, desaparecer das prateleiras de lojas como a Zappos, a Dillard’s e outras sete grande cadeias norte-americanas, de acordo com o Susquehanna Financial Group. Na Europa, poderá ser seguida uma estratégia semelhante.

À Fox Business, a Nike confirmou que irá apostar mais na estratégia Consumer Direct Acceleration. Em detrimento da revenda, a marca está focada nas vendas online e nas suas próprias lojas, com planos para abrir mais 200 pontos de venda na América do Norte, Europa e Médio Oriente e África.

 

500 empregos em perigo

Como resultado desta viragem estratégica, cerca de 500 empregos serão eliminados na sede da empresa nos Estados Unidos, relacionados com o negócio de revenda. A Nike não vai eliminar todas as parcerias, retendo aquelas que partilham a sua visão para “criar uma experiência de compra consistente, conectada e moderna”.

Publicidade

Consumo

A resiliência dos bens de grande consumo face à Covid-19

Facebook

Facebook lança uma série de iniciativas para melhorar o comércio nas redes sociais