in ,

Millennials preferem produtos frescos, naturais e orgânicos

Os Millennials preferem os alimentos frescos, naturais, orgânicos e com menos teor de sal e açúcar.

De acordo com o estudo “Tendências de Consumo: Geração Y – Millennials”, realizado pelo núcleo empresarial AgroCluster Ribatejo com base em cinco mil entrevistas a portugueses, espanhóis, franceses, ingleses e norte-americanos, esta geração é “mais atenta à composição dos alimentos”, valorizando a saúde e o bem-estar.

Esta forma de estar irá obrigar as marcas a adequar a sua oferta, disponibilizando menos sal, açúcar e carnes processadas.

Concretamente, os Millennials portugueses, que representam 19,2% da população, ou seja, um universo de perto de dois milhões de consumidores, cortaram no consumo de carne desde há três anos (58% dos inquiridos) e, em contrapartida, reforçaram o de frescos (84%). “Os resultados deste estudo são uma prova de como os padrões de consumo estão a mudar. Os Millennials já estão a alterar a economia e a forma como vendemos e compramos. Por isso mesmo, é fundamental para as empresas que operam no sector agroalimentar redefinirem os seus negócios e direcionarem os seus produtos e estratégias para irem de encontro a esta nova geração de consumidores”, refere Carlos Lopes de Sousa, presidente do AgroCluster do Ribatejo.

O estudo está inserido no âmbito do projeto AGROCAPACITA – Capacitação do sector agroalimentar no Horizonte 2020, apoiado pelo Programa Operacional Alentejo 2020.

Publicidade

Unilever adere a iniciativa que quer mudar a sociedade através da publicidade

Amazon poderá lançar outra marca de retalho a partir da Whole Foods