in

Mercados do sul da Europa puxam pelas vendas da Campofrío

Os mercados do sul da Europa, com 254,04 milhões de euros, e os Estados Unidos da América, com 21,40 milhões de euros, puxaram pelas vendas do Campofrío Food Group, líder europeu de charcutaria.

Estes dois mercados cresceram, respetivamente, 1% e 3,8% e compensaram os maus resultados registados em França, Alemanha, Bélgica e Holanda, que no seu conjunto perderam 7,5%.

Parte do grupo mexicano Sigma e estrutura onde está integrada a portuguesa Nobre, a empresa conservou os seus principais indicadores de negócio no primeiro trimestre face ao ano passado. As vendas atingiram os 444,25 milhões de euros e um volume de 105.636 toneladas, o que representa uma ligeira descida de, respetivamente, 0,5% e 0,1%.

Por mix de produto, é de destacar a tendência positiva na venda de presunto curado e de enchidos curados em França, Espanha e Itália. Pelo contrário, a família de yorks teve uma ligeira descida.

A Campofrío concluiu o primeiro trimestre com um lucro líquido de 12,13 milhões de euros, o que compara com os prejuízos de 18 milhões de euros registados em 2015.

Publicidade

Vértice Grande Reserva Tinto 2010 distinguido pela Wine & Spirits

Bohemia apresenta novidades