in

Luís Veiga Martins conclui mandato de 12 anos à frente da Sociedade Ponto Verde

Ao fim de 12 anos, Luís Veiga Martins deixará o cargo de diretor geral da Sociedade Ponto Verde (SPV) a partir de 31 de dezembro, ao terminar um ciclo que ficou marcado pelo aumento da participação dos portugueses no ato de separação de resíduos de embalagens com um consequente incremento das quantidades encaminhadas para reciclagem.

Cumprido fica também o compromisso para o qual estava mandatado de concluir o processo de licenciamento, definição e operacionalização daquela que constitui a terceira licença da Sociedade Ponto Verde, garantindo a adaptação aos novos desafios do Sistema Integrado de Gestão de Resíduos de Embalagens (SIGRE) num contexto concorrencial com a entrada em operação de novas entidades gestoras.

Luís Veiga Martins continuará, porém, a cooperar com a Sociedade Ponto Verde, enquanto consultor e prestando assessoria ao conselho de administração.

Publicidade

Previsões para o sector do retalho em 2018

Alibaba revela loja do futuro