energia renovável
Foto Cineberg/Shutterstock
in

LG assume transição para energia renovável até 2050

A LG Electronics acaba de tornar público o seu compromisso de fazer uma transição completa para energia renovável, até 2050, como uma componente-chave da sua estratégia de sustentabilidade.

O anúncio, feito no recém-lançado LG Electronics Sustainability Report, surge no seguimento da anterior meta de atingir a neutralidade carbónica, até 2030, através da iniciativa Zero Carbon 2030 em que a LG se comprometeu em reduzir as emissões de carbono, na fase de produção, para 50%, tendo em conta os padrões de 2017, até 2030.

O nosso compromisso em criar uma vida melhor para todos pode ser otimizado pela transição da LG para energia renovável e pela neutralidade carbónica”, afirma Park Pyung-gu, vice-presidente sénior da LG Electronics Safety & Environment Division. “No mundo de hoje, a inovação não acontece apenas no laboratório, uma vez que também deve acontecer nas nossas fábricas e escritórios. Os produtores dos dias de hoje têm uma oportunidade única de dar à próxima geração um mundo que vale a pena herdar e, na LG, levamos essa responsabilidade muito a sério”.

 

Transição energética

Esta transformação será implementada região a região, começando na América do Norte, onde todos os escritórios e unidades de produção passarão a ser alimentados a energia renovável ao longo do ano. As instalações fabris da LG fora da Coreia do Sul deverão converter 50% das suas necessidades energéticas em energia renovável, nos próximos quatro anos.

Alcançar este objetivo, a nível global, exigirá uma estratégia diversificada, incluindo a instalação de painéis solares LG de alta eficiência nos seus edifícios, estabelecer contratos de compra de energia que permitem às empresas adquirir eletricidade diretamente aos fornecedores, utilizar Renewable Energy Credit (REC) e participar no programa Green Premium, na Coreia do Sul, o mercado doméstico da LG, para comprar energia limpa à Korea Electric Power Corporation (KEPCO).

Atualmente, a LG encontra-se num processo de instalação de módulos solares com capacidade de 3,2MW numa fábrica em Noida, na Índia, gerando eletricidade suficiente para alimentar também a área de escritórios administrativos. Este projeto será expandido como parte do Clean Development Mechanism (CDM), permitindo que a LG obtenha certificados de redução de carbono da United Nations Framework Convention on Climate Change (UNFCCC).

Buondi Intenso

Nescafé Dolce Gusto anuncia o novo Buondi Intenso

Razões para jogar num casino português, pelo menos uma vez