in

Huawei e Baidu assinam acordo estratégico para liderar nova era de IA móvel

A Huawei e a Baidu anunciaram parceria estratégica que abrange desde plataformas e tecnologia para inteligência artificial (IA) até serviços de internet e ecossistemas de conteúdos.

As duas empresas pretendem desenvolver um ecossistema móvel aberto para IA, baseado no sucesso partilhado, ao mesmo tempo que estimulam o desenvolvimento de novas aplicações e fornecendo aos consumidores de todo o mundo a IA que “o conhece melhor”. “O futuro está nos equipamentos inteligentes que nos vão servir ativamente, não apenas dando resposta ao que lhe perguntamos,” afirma Richard Yu, CEO da Huawei Consumer Busines Group. “Com um forte background em I&D, a Huawei trabalhará com a Baidu no sentido de acelerar o processo de inovação do sector, desenvolver smartphones de última geração e oferecer aos consumidores IA que os ‘conhece melhor’”.

Não devia ser surpresa o facto de a Baidu e Huawei trabalharem em conjunto, porque temos muitas semelhanças – a tecnologia está integrada no nosso ADN e temos inclusivamente desenvolvido tecnologias próprias para crescer,” afirmou Robin Li, Chairman e CEO da Baidu. “A era da Internet está a envolver-se com a era da inteligência artificial. A Baidu tem-se dedicado ao campo da IA desde há algum tempo. A Huawei tem uma grande base de utilizadores. Juntas, a Baidu e a Huawei podem fazer hoje coisas que no passado eram impossíveis. Os chineses costumam dizer ‘deixem cem flores crescerem’. Esta é uma boa forma de descrever a nossa parceria – hoje plantamos as sementes, e acredito que em breve veremos crescer muitas flores.

A Huawei e a Baidu planeiam construir um ecossistema aberto utilizando a plataforma de IA HiAI da Huawei e a BaiduBrain, um conjunto de ativos e serviços de IA da empresa. O ecossistema aberto irá alavancar a Neutral Network Processing Unit (NPU) e a estrutura de deep learning PaddlePaddle da Baidu e vai fortalecer os criadores de IA, garantindo um conjunto alargado de ofertas de IA e novas experiências de serviços inteligentes.

As duas empresas trabalharão em conjunto no reconhecimento de voz e imagem para equipamentos inteligentes, de forma a facilitar uma mais clara interação entre humanos e máquinas. Vão ainda construir em conjunto um ecossistema de realidade aumentada (RA), combinando hardware e software para criar uma mais imersiva e acessível experiência RA no dia a dia dos consumidores.

Considerando os serviços de Internet e ecossistemas de conteúdos, as duas empresas vão fortalecer a cooperação em áreas como a pesquisa e feed para oferecer aos clientes conteúdo mais rico e uma experiência de serviço mais intuitiva e conveniente.

Publicidade

Oferta de emprego na restauração, hotelaria e turismo aumentou 370%

Cervejeiros de Portugal acolhem 6 novos associados