in

Herdade das Servas lança Monte das Servas Escolha branco e rosé 2015

Após uma vindima de 2015 atípica, em que a produção sofreu uma quebra significativa, mas a qualidade foi bastante superior, a Herdade das Servas começou o ano a lançar o branco e o rosé da Monte das Servas.

As primeiras novidades a chegar ao mercado são o Monte das Servas Escolha branco 2015 e o Monte das Servas Escolha rosé 2015. O Monte das Servas Escolha branco 2015 apresenta aromas a limão, pêssego e notas florais. Um branco que, no conjunto, é fresco, complexo e elegante, com final de boca bastante persistente. Ideal para acompanhar saladas, mariscos, peixes grelhados ou cozidos com molhos ligeiros e também com sushi. Roupeiro, Arinto, Antão Vaz e Sémillon compõem o leque de castas deste néctar, disponível em garrafas (750ml) e meias garrafas (375ml).

Feito a partir das castas tintas Touriga Nacional e Syrah, em partes iguais, e com um perfil mais seco e gastronómico, ligeiramente diferente das colheitas anteriores e mais consensual junto da crítica, chega o Monte das Servas Escolha rosé 2015, um vinho de cor salmão e aromas de cereja, framboesa e morango, envolto em notas florais. Fresco e elegante, mas com estrutura e final de boca persistente, funciona bem a solo, para refrescar num dia de calor, ou à mesa, com uma gastronomia ligeira, em que se destacam as saladas e carnes brancas, mas também a acompanhar cozinha italiana – massas e pizzas – e sushi.

Num ano de grandes apostas no seio do produtor alentejano Herdade das Servas, resultantes dos investimentos feitos em 2015, estas duas novas referências são já da autoria da reforçada equipa de enologia, atualmente constituída por Luís Serrano Mira e Tiago Garcia, aos quais se juntou o jovem Ricardo Constantino.

Publicidade

Preços dos bens de grande consumo na Europa evoluem ao ritmo mais lento dos últimos de 5 anos

Fórum do Consumo discute sexo no consumo