Guia Prático da Escolha do Consumidor desvenda hábitos de consumo

No próximo domingo, dia 15 de março, assinala-se o Dia Mundial dos Direitos dos Consumidor. Por esse motivo, esta foi a data escolhida para o lançamento do Guia Prático da Escolha do Consumidor 2020, que tem como principal objetivo ajudar os consumidores na hora de escolher as melhores marcas e respetivos produtos. Guia que reúne um conjunto de informações relevantes em diferentes grupos de consumo, tais como alimentares, serviços financeiros, artigos de bebé e criança, equipamentos, comércio em geral e online, produtos e serviços de saúde e bem-estar, lazer e entretenimento, moda e beleza, serviços automóveis e muitos mais.

No Guia Prático da Escolha do Consumidor 2020 percebe-se que, no que diz respeito aos Produtos Alimentares, os consumidores portugueses valorizam o sabor dos produtos e qualidade bem como a boa relação qualidade/preço. No sector de Bebé e Criança, as preocupações assentam, sobretudo, na qualidade e no conforto de equipamentos, assim como na necessidade nutricional no que toca aos alimentos para os mais novos. Em termos de Comércio em Geral, os consumidores elegem a variedade das lojas, parque de estacionamento gratuito e boa relação qualidade/preço como fatores decisivos. No que diz respeito ao Comércio Online, a segurança e a confiança do site, bem como a facilidade de utilização são os factores decisivos à compra.

Já a eficiência energética é um dos aspetos mais importantes para os consumidores, no que se refere a Equipamentos. Mas, neste campo, existem mais dois aspetos a ter em conta: a qualidade do produto e a facilidade de limpeza. Quanto ao Lazer e Entretenimento, os consumidores optam por agências de viagem que assegurem “acompanhamento e assistência em viagem” e, em termos de cruzeiros, a preferência vai para “tudo incluído”. Os espaços de lazer devem ser confortáveis e seguros, e a qualidade do cartaz ajuda a escolher a compra do bilhete para o festival de verão. Quanto aos hotéis e salas de cinema, não há dúvidas que há dois aspetos muito importantes e que, claramente, se destacam dos restantes: boa higienização e limpeza.

Na Moda e Beleza, o atendimento profissional e personalizado bem como a boa relação qualidade/preço são aspetos valorizados, enquanto a eficácia do produto e a boa relação qualidade/preço são os aspetos vencedores no que se refere à escolha de produtos de beleza e bem-estar. A segurança, de produtos e serviços, é fundamental no que diz respeito aos produtos e serviços para o lar, enquanto quando o assunto são os serviços automóveis, a qualidade das peças e do serviço está no topo das preferências. Mas, no que diz respeito aos serviços financeiros, os consumidores são muito claros: a credibilidade da instituição e a transparência da informação são os pontos a considerar, sobretudo quando o acesso ao mundo é, cada vez mais, digital e onde a qualidade do serviço e a velocidade da internet são fatores a ter em conta na área das telecomunicações.

Resumindo, nas diversas categorias analisadas pela Escolha do Consumidor verifica-se que os consumidores dão muito importância à qualidade, deixando para segundo plano o preço, as promoções e os descontos, para assumir que o que procura é qualidade a preço justo. Porque o que está em causa é um perfil de consumidor cada vez mais exigente, há um fator igualmente muito comum no processo de escolha: a clareza da informação, sobretudo no que diz respeito à prestação de serviços. Em todo este processo de escolha, o caráter facilitador revela, também, importância extrema, uma vez que o consumidor sabe o valor que tem para as marcas e espera que estas proporcionem experiências que permita ganhar mais tempo.

Auchan promove campanha solidária de recolha de roupa usada

Aldi Nord e Aldi Süd fundem uma centena de marcas próprias