in

Fernando Falcón é o novo Country Manager da UPS em Portugal e Espanha

A UPS nomeou Fernando Falcón para o cargo de Country Manager em Portugal e Espanha. Neste novo cargo, e sediado em Madrid, Fernando Falcón será responsável por mais de 1.300 colaboradores, bem como pelas operações, desenvolvimento de negócio e estratégia da UPS em toda a Península Ibérica.

O Fernando traz com ele uma riqueza de conhecimento e experiência que constituem uma oportunidade significativa para a nossa empresa e para os nossos clientes nestes mercados”, adianta Carl Sturgeon, presidente da UPS Europa Ocidental. “Com a orientação do Fernando, continuaremos a ligar, de forma segura, empresas espanholas e portuguesas de todas as dimensões à nossa rede de logística global inteligente, com os serviços e soluções inovadores que sabem que irão encontrar na nossa empresa“.

Fernando Falcón, um veterano com 17 anos de percurso na UPS, é natural de Espanha e tem vindo a assumir várias funções na área financeira, com cada vez maior responsabilidade, desde o seu início, em 2001, quando integrou o universo UPS como analista financeiro para Espanha e Portugal. Em 2014, trabalhou como controlador financeiro responsável por 30 países da Europa Central e Oriental, incluindo a Polónia, a Turquia, a República Checa, a Rússia e a Áustria. A sua posição mais recente foi como Country Manager da UPS na Bélgica e Luxemburgo. Substitui agora Wilfredo Ramos, que decidiu abraçar um desafio profissional fora da UPS.

Estou entusiasmado com o meu regresso a Espanha e Portugal para liderar a nossa fantástica equipa e aproveitar o sucesso e o crescimento que já alcançaram“, declara Fernando Falcón. “Os nossos investimentos recentes em novos voos de ligação para o hub aéreo europeu em Colónia e na concretização de tempos de embarque mais rápidos permitirão aos nossos clientes, especialmente às pequenas empresas que pretendem exportar, procurar oportunidades internacionais e aumentar a sua competitividade no mercado“.

Publicidade

Publicidade

Retalho cresceu 3,8% em 2017

ASAE instaura 12 processos em retalhistas com venda de géneros alimentícios a granel