in , , , ,

Empresas de grande consumo e retalhistas europeus apelam à união da Europa

Paulo Azevedo, da Sonae, é um dos signatários de uma carta aberta assinada pelos gestores de grandes empresas sobre a importância de uma Europa unida e a necessidade de cooperação entre as nações da União Europeia sobre os desafios do Velho Continente.

Para além de Paulo Azevedo, assinam a missiva Jean François Van Boxmeer, da Heineken, Paul Bulcke, da Nestlé, Kasper Rorsted, da Henkel, Jean Paul Agon, da L’Oréal, Tony Smurfit, do Smurfit Kappa Group, Benoit Potier, da Air Liquide, Pablo Isla, da Inditex, entre outros.

A carta foi publicada no âmbito do fórum European Round Table of Industrialists, que reúne os gestores de 50 grandes empresas. Nela se assinala que a Europa, “ao longo da sua história, ilustre e às vezes incontrolável, viveu momentos cruciais; hoje, a sensação é a de estar de novo numa encruzilhada”. Os gestores destacam “os problemas com o euro, o terrorismo, a migração e, agora, as consequências de uma possível saída do Reino Unido do projeto comum europeu”.

As empresas do European Round Table of Industrialists, que no seu conjunto empregam sete milhões de pessoas na Europa e faturam mais de dois mil milhões de euros anuais, sustentam que, mais do que nunca, a Europa deve trabalhar em conjunto e permanecer unida. “Desfazer o mercado comum e as regras de governo dos 28 apenas servirá para reduzir a nossa prosperidade. O investimento e a criação de emprego desenvolvem-se se a Europa estiver unida. Só com posicionamentos conjuntos para responder a problemas comunitários conseguiremos introduzir as mudanças necessárias para melhorar as condições de vida e trabalho dos habitantes europeus, em particular dos jovens e gerações futuras”, conclui a carta.

Publicidade

Heineken cria joint-venture com a maior cervejeira das Filipinas

Luso Fruta apresenta nova campanha