in

Coviran não descarta crescer mediante compra de ativos da DIA

A Coviran ambiciona abrir, este ano, entre 125 e 150 lojas, em Espanha.

Com o investimento estimado em 10 milhões de euros, as principais zonas de expansão serão a Catalunha, Madrid e Levante, onde a cooperativa de retalhistas considera não ter ainda uma presença relevante.

De acordo com a imprensa espanhola, para tal, a Coviran não descarta a possibilidade de vir a incorporar ativos que o Grupo DIA. De acordo com Rafael Cortés, diretor geral da cooperativa, “abrem-se novas oportunidades” para continuar a atrair franchisados DIA.

Com o centramento no mercado espanhol, mas também no português, a Coviran coloca na gaveta os planos de expansão para Marrocos, que tinham sido impulsionados pelo anterior presidente, Luís Osuna. No entender de Rafael Cortés, as oportunidades existem, mas o momento ainda não é o adequado.

A nova direção da Coviran aposta, assim, na cautela, o que também se reflete nos planos para o e-commerce. “A precipitação não é a melhor alternativa”, defendeu o diretor geral. “Avançámos na transformação tecnológica, mas temos de continuar a trabalhar nas soluções operacionais”. Ao longo deste ano, prosseguirão os testes-piloto.

 

Vendas de 134 milhões de euros em Portugal

Em 2018, o volume de negócios da Coviran cresceu 5,6% face ao ano anterior. As vendas brutas sob insígnia atingiram os 1.372 milhões de euros, mais 2,5% que em 2017. Em Portugal, as vendas foram de 134 milhões de euros.

A cooperativa terminou o exercício com um resultado líquido de 950 milhões de euros, em linha com o ano anterior.

Este desempenho permitiu ganhar relevância no mercado, com uma quota em Espanha estabilizada nos 2,76% e 0,88% em Portugal. Considerando as lojas até mil metros quadrados, estes valores sobem para, respetivamente, 6,42% e 2,55%.

Para o exercício atual, a Coviran espera aumentar as vendas em 4%.

Publicidade

Publicidade

Vendas da Nestlé Portugal crescem 3,2%

Nestlé vai produzir café da Starbucks em Portugal