in

Conforama vai abrir uma média de cinco lojas ao ano

A Conforama irá abrir uma média de cinco lojas ao ano, num investimento de 50 milhões de euros, e apostar num conceito de distribuição que oferece móvel pré-fabricado e feito à medida.

A garantia foi dada por David Almeida, diretor geral da Conforama para Portugal e Espanha, numa entrevista ao jornal El Mundo, onde assinalou, ainda, a mudança no consumo de mobiliário e equipamento para o lar, o que está a motivar mudanças significativas na oferta das cadeias de distribuição.

É por este motivo que a Conforama está a centrar as suas lojas no mobiliário multi-estilo, de modo a satisfazer as necessidades de um consumidor que quer ser ele a decidir como e com o quê personaliza a sua casa, ao ponto de decidir a que preço. O objetivo da Conforama é abordar o segmento dos jovens entre 18 e 25 anos que, embora ainda não comprem mobiliário, serão os clientes do futuro.

Após a última abertura, em dezembro, em Cádis, a Conforama encerrou 2018 com 37 lojas em Espanha e 10 em Portugal. O processo de expansão será para manter, com a cadeia presentemente a analisar a aproximação das suas lojas dos centros urbanos, “em linha com a mudança dos hábitos do consumidor”. De acordo com David Almeida, “há que pensar em lojas mais pequenas, talvez mais especializadas com algumas e não todas as famílias de produto, para o centro da cidade”.

A Conforama é um ativo da holding sul-africana Steinhoff, presente em oito países. O negócio ibérico vale 14% da faturação global da cadeia.

ASAE

122 processos de contraordenação por práticas comerciais restritivas

Mercadona entra em Portugal em 2019