in

Chegaram as novas colheitas dos vinhos durienses de Sandra Tavares e Jorge Serôdio Borges

O casal de enólogos Sandra Tavares e Jorge Serôdio Borges, acaba de apresentar as mais recentes colheitas dos seus vinhos, produzidos em pleno Douro: Pintas Douro tinto 2017, Pintas Porto Vintage 2017, Pintas Character Douro tinto 2017, Quinta da Manoella VV Douro tinto 2017, Manoella Douro Tinto 2017, Manoella Douro branco 2018 e Guru Douro branco 2018.

Os tintos 2017 da Wine & Soul revelam “uma qualidade excecional, mantendo a consistência de um perfil equilibrado entre a concentração, complexidade e elegância a que se juntam as ímpares características da colheita”. Os brancos 2018, provenientes de vinhas velhas, revelam-se vinhos bastante frescos, cítricos e com grande aptidão gastronómica.

Todos os vinhos produzidos pela Wine & Soul têm uma intervenção mínima durante a vinificação, sendo o seu terroir único que determina a expressão de cada vinho.

Fundada em 2001 pelo casal de enólogos, a Wine & Soul tem elaborado alguns dos vinhos de maior reconhecimento no Douro. Recentemente, o Pintas Porto Vintage 2017, décima declaração vintage da Wine&Soul, foi premiado com 97-99 pontos na escala do crítico norte-americano Robert Parker. Mark Squires, o provador de vinhos portugueses da equipa da Robert Parker Wine Advocate, revelou a pontuação do Pintas Porto Vintage 2017, num artigo de 11 de julho intitulado de “Portugal: The 2017 Ports – The Freak Vintage Comes Through”, onde afirma que o Pintas Porto Vintage 2017 “parece ser o melhor de todos os seus vintage, e que está neste momento a querer dizer algo na história do produtor”.

Publicidade

Publicidade

Mais de 7% das vendas da Mahou San Miguel devem-se ao investimento em inovação

Sovina lança nova imagem