in ,

Checkpoint Systems apresenta nova plataforma de software inteligente

A Checkpoint Systems tornou oficial o lançamento de HALO, a sua solução de Internet das Coisas para o sector retalhista.

Sob este nome, a Checkpoint integra a única plataforma de software inteligente todas as aplicações e serviços conectados aplicáveis a cada comércio retalhista. A HALO permite, por um lado, controlar todos os dispositivos conectados de cada loja e, por outro lado, recolher e processar os dados gerados para elaborar relatórios que facilitam a gestão do negócio e a tomada de decisões.

HALO é a resposta aos desafios que enfrentam os retalhistas atualmente e une-se à gama de soluções de venda inteligente da Checkpoint para controlar e proteger todo o tipo de artigos. Esta solução conta com o apoio da Microsoft Azure, um dos fornecedores de serviços em cloud mais importante do mundo.

David Pérez del Pino, diretor geral da Checkpoint Systems para Espanha e Portugal, comenta que a HALO “reúne os 50 anos de experiência da Checkpoint como líder mundial em soluções para a prevenção do furto e a disponibilidade de mercadoria no comércio retalhista. É uma ferramenta fácil de implementar, fácil de usar, escalável, flexível, segura e rentável”.

A HALO facilita a máxima eficiência num tempo mínimo de acelerar os processos de envio e receção em cada passo da cadeia de distribuição. O ritmo de vendas do comércio retalhista atual requer que as lojas façam a gestão quase em tempo real das exigências dos consumidores. As plataformas atuais oferecem painéis de informação e perspetivas de inventário, mas a plataforma HALO da Checkpoint traz funções inteligentes e centradas na ação.

A plataforma capta informação de eventos de todos os sensores conectados em toda a loja ou ao longo da cadeia de distribuição do retalhista. Estes dados são depois armazenados, processados e analisados na cloud em tempo real para ser enviados como relatórios a cada utilizador.

Os retalhistas podem, assim, visualizar toda a informação relevante do seu negócio, o que lhes permite tomar decisões bem informadas e impulsionar melhorias nos seus processos e melhorar o seu rendimento.

Mercadona testa novo modelo de distribuição sustentável

Jerónimo Martins quer entrar na Roménia