in ,

BP, EDP e Pingo Doce juntam-se para dar descontos aos clientes

A BP, a EDP e o Pingo Doce vão juntar-se para dar mais descontos aos seus clientes. A partir de agora, os clientes da EDP Comercial com cartão Poupa Mais que abasteçam nos postos BP vão pagar menos pela eletricidade e gás.

Cada 40 litros de combustível acumulados mensalmente na BP passam a dar direito a um desconto automático de dois euros na fatura da EDP Comercial.

Para aderirem a estes descontos, bastará aos clientes associar o cartão Poupa Mais ao contrato da EDP Comercial, através do site poupamais.pt, da linha de apoio deste cartão ou nas lojas da EDP.

Os benefícios alargam-se também aos carregamentos dos veículos elétricos nos postos BP, que passarão a receber pontos a triplicar no cartão Poupa Mais.

Esta parceria surge numa altura em que a BP e a EDP estão empenhadas em contribuir para o desenvolvimento da mobilidade elétrica em Portugal, tendo assinado ainda um acordo que resultará na instalação de novos postos de carregamento de veículos elétricos no país. “Os cinco primeiros postos estão distribuídos por Lisboa, Porto e Maia, mas esperamos poder instalar, no espaço de um ano, cerca de 30 pontos de carregamento em toda a rede”, salienta Anabela Silva, diretora de marketing e comunicação externa da BP.“A mobilidade elétrica é um dos eixos estratégicos da EDP e, por isso, temos vindo a lançar novas soluções que respondem claramente aos desafios que se impõem. Acreditamos que as parcerias são fundamentais, especialmente nesta área, para assegurar que construímos ecossistemas sustentáveis”, afirma, por sua vez, Vera Pinto Pereira, presidente da EDP Comercial.

O lançamento desta parceria será marcado com o arranque de uma campanha publicitária, que irá estar presente nas próximas duas semanas em imprensa, rádio e digital. A campanha destacará os benefícios para os clientes, suportando-se criativamente na ligação natural entre os três parceiros.

Spotify adquire dois gigantes de podcasts

Acionistas minoritários da DIA procuram apoio para uma contra OPA