in

Bosch quer abrir lojas próprias de eletrodomésticos na Índia

O grupo BSH, pertencente ao Grupo Bosch, planeia abrir as suas próprias lojas de eletrodomésticos no mercado indiano.

Segundo o jornal The Economic Times, o fabricante está a considerar aproveitar a liberalização no retalho permitida pela lei do investimento direto estrangeiro, aprovada recentemente pelo atual governo indiano.

A empresa quer fazer um plano de negócios que tenha em consideração o arranque das suas próprias lojas, algo para o qual já estava à procura de algumas oportunidades de implantação no mercado indiano. Com este projeto, a BSH tornar-se-ia no segundo fabricante de eletrodomésticos interessado em pôr em marcha as suas próprias lojas, depois da britânica Dyson.

A BSH opera no mercado indiano através das marcas Bosch e a Siemens e recentemente introduziu a Gaggenau para o segmento de luxo e super premium, com eletrodomésticos de encastre importados das suas fábricas na Alemanha e em França.

Por outro lado, a empresa colocou em marcha recentemente uma nova fábrica de máquinas de lavar perto da cidade indiana de Madras, que fornecerá alguns mercados globais.

O objetivo da BSH para a Índia é tornar-se num dos três principais fabricantes de eletrodomésticos no país até 2025, com uma quota de mercado de 10%. 

Publicidade

Publicidade

Letterone Investments é o maior acionista do Grupo DIA

Oito chaves para o retalhista em 2018