in

Beefeater aposta em realidade aumentada para apresentar nova garrafa

A Beefeater está de cara nova e, para apresentar a nova garrafa no mercado brasileiro, a Pernod Ricard apostou numa experiência em realidade aumentadas que permite conhecer o novo modelo e rótulo da garrafa e, também, interagir com a mesma em 360 graus.

A ação, que usa realidade aumentada aplicada diretamente em peças de anúncios programáticos e não tem necessidade de download ou instalação de nenhuma aplicação, foi criada pelo RYOT Studio, estúdio de produção de branded content e storytelling da Verizon Media, em parceria com a agência Mirum.

 

Tecnologia como aliada dos novos lançamentos

Os consumidores que forem expostos às peças poderão aceder a experiência no seu dispositivo móvel, combinando o mundo real e o virtual, já que é possível visualizar a garrafa inserida em móveis como aparadores, adegas e bares, além de outras superfícies, em dimensões reais. “Este ano, demos um passo importante rumo à modernização da embalagem do nosso gin icónico. Por meio da realidade aumentada, o consumidor pode ver em detalhe todas essas mudanças. Vemos sempre a tecnologia e inovação como aliadas para nossos lançamentos e apoio de projetos deste tipo” diz, Patrícia Cardoso, diretora de Marketing da Pernod Ricard Brasil.

 

Realidade aumentada

O WebAR, que leva 3D inserido diretamente no anúncio via DSP (demand side platform) da Verizon Media, é o primeiro do tipo lançado pela companhia no Brasil e representa o futuro da publicidade digital. De acordo com a consultora IDC, a previsão é que os gastos com publicidade em realidade aumentada cresçam 71% em todo o mundo até 2022. “No meio do excesso de informação, os consumidores querem cada vez mais ser protagonistas de experiências relevantes. Estamos muito felizes em trabalhar com empresas como a Pernod Ricard, que querem conectar-se de forma escalável e noutro patamar com os fãs de Beefeater“, avalia Ana Raquel Hernandes, Head do RYOT Studio.

Publicidade

Campofrío coloca à venda negócio nos Países Baixos e na Bélgica

ASAE apreende mais de 570 mil euros de produtos contrafeitos