SunArt
in

Auchan vende restante negócio na China ao Alibaba

A Auchan Retail materializa a sua saída da China após vender ao Alibaba a sua participação maioritária no Grupo SunArt, por cerca de três mil milhões de euros.

Até agora, o grupo francês era proprietário de 36,18% do capital da SunArt, enquanto o Alibaba detinha 36,16%, através de uma das suas filiais. Com esta operação, o grupo chinês passar a deter 72%.

Colaborámos estreitamente com os nossos parceiros locais Ruentex e Alibaba e, graças ao compromisso das nossas equipas na China, impulsionámos o desenvolvimento da nossa atividade no país. Este mercado inspirador é altamente específico, tanto no seu funcionamento como nos seus ecossistemas digitais. Como tal, pareceu-nos que o Alibaba estava melhor posicionado para cultivar a SunArt”, comenta Edgar Bonte, presidente da Auchan Retail.

 

Parceria

O anúncio da venda da participação da Auchan acontece três anos depois do grupo francês ter estabelecido uma aliança com o Alibaba para desenvolver a venda de alimentos phygital na China.

Atualmente, a SunArt opera 484 hipermercados e emprega 150 mil colaboradores, sendo a insígnia com maior quota de mercado na China.

Embora a Auchan Retail e a Alibaba cessem a sua colaboração como parte da SunArt, ambas as empresas irão continuar a trabalhar juntas em termos tecnológicos e a continuar a estudar oportunidades para levar a cabo ações conjuntas nos países onde o grupo francês tem presença.

A Auchan assinala que esta transação e a sua saída da China confirmam o seu desejo de acelerar o lançamento do plano de negócios Auchan 2022, nos mercados onde está presente. “Mediante esta venda, de aproximadamente três mil milhões de euros, teremos os recursos financeiros para avançar, aproveitar qualquer oportunidade relevante nos mercados e desenvolvermos em novos países”.

comércio eletrónico

E-commerce em Portugal acelera por causa pandemia de Covid-19

The Age of Nesting

Confinamento impacta as habitações a nível global