in ,

Apenas 2 em cada 10 novos produtos crescem 10% em vendas no 2.º ano

Sete em cada 10 consumidores pensam duas vezes antes de comprar produtos das categorias de congelados, snacks salgados e caramelos, intimamente ligadas ao impulso, de acordo com o relatório “Return on Innovation”, elaborado pela Nielsen.

Outros alimentos que fazem pensar antes de serem colocados no carrinho de compras são os gelados, barritas de snacks e cereais, o que acontece com mais de seis em 10 consumidores, embora as percentagens sejam maiores, acima de 70%, entre os Milllennials. 

Quanto à descoberta dos lançamentos na própria loja, o estudo mostra que a diferença entre o produto mais visto e o menos visto é de 70% dos compradores.

Além da visibilidade, a Nielsen analisou no estudo a importância de atrair consumidores. Nesse sentido, observa como apenas uma em cada quatro ideias e conceitos testados responde a uma necessidade real do consumidor. Ao mesmo tempo, um terço dos lançamentos não recebe apoio suficiente quando estão no mercado.

Assim, apenas duas em cada 10 inovações são capazes de se manter e crescer, em termos de vendas, em, pelo menos, 10% no segundo ano após o lançamento. Pelo contrário, é mais comum que, a partir desse momento, as vendas diminuam, o que acontece com 55% dos casos, enquanto que num em cada quatro permanecem estáveis.

Para abordar o sucesso, temos que trabalhar em três aspetos: descobrir uma proposta convincente que cubra uma necessidade, desenvolver uma execução vencedora de produtos e embalagens e implementar um plano de lançamento para dois ou até três anos“, diz a diretora de Inovação da Nielsen, Ana Barrio.

Publicidade

Omnicanalidade convence o consumidor

Mercado único da União Europeia faz 25 anos