in

Amazon suspende receção de bens não essenciais na resposta ao coronavírus

A Amazon vai dar prioridade à expedição de produtos básicos domésticos e médicos, enquanto interrompe, temporariamente, a receção de outros produtos, até 5 de abril, em resposta à pandemia do coronavírus.

A mudança será aplicada a pedidos feitos nos Estados Unidos e na União Europeia, informou a empresa em comunicado.

A empresa vai dar prioridade a produtos em seis grandes categorias: produtos para bebés, saúde e bens domésticos, beleza e cuidados pessoais, mercearias, produtos industriais e científicos e produtos para animais de estimação. “Entendemos que é uma mudança nos e não tomamos essa decisão de ânimo leve. Estamos a trabalhar dia e noite para aumentar a capacidade”, disse a empresa, que anunciou que contrataria mais 100 mil trabalhadores para os seus armazéns nos Estados Unidos para ajudar a lidar com o aumento da procura.

IKEA

IKEA Portugal fecha temporariamente todas as lojas

Sogenave

MercaChefe.pt aceita compras de particulares