in

Aeon é o primeiro retalhista estrangeiro a entrar em Myanmar

A japonesa Aeon é o primeiro retalhista estrangeiro a entrar em Myanmar, a antiga Birmânia, que em 2011 pôs fim a uma ditadura militar e elegeu um executivo civil.

A primeira loja da Aeon está localizada em Rangún, a maior cidade do país, e oferece cerca de oito mil produtos numa área de vendas de 613 metros quadrados. 80 destes produtos são importados do Japão, entre os quais uma seleção da marca própria Topvalu. Cerca de 70% da gama é de origem tailandesa e os restantes de origem nacional.

A entrada da Aeon no país fez-se por intermédio de uma joint-venture com o parceiro local Creation Myanmar Group, que opera 14 supermercados da insígnia Orange. A empresa conjunta, a Aeon Orange, pretende chegar à dezena de lojas nos próximos cinco anos.

Publicidade

Grécia e Finlândia querem indicação de origem para os produtos lácteos

Mars compra a totalidade da Wrigley