65% dos portugueses considera a embalagem no momento de escolher um produto

A Tetra Pak divulgou a sua nova campanha sob o mote “Boa Embalagem, Boa Vida”, com o objetivo de sublinhar a importância de se fazer uma escolha consciente no que concerne as embalagens dos alimentos e bebidas.

Segundo Vanessa Baldeante da Costa, Commercial Director & Sales Office Manager da Tetra Pak Portugal, que apresentou o relatório de tendências que acompanha a campanha, as gerações Z e Millennial constituem o público-alvo da campanha, uma vez que se tratam dos consumidores do futuro.

O evento de apresentação da campanha e do estudo contou ainda com a intervenção de Miguel Bugalho, Forest and Biodiversity Advisor da WWF Mediterranean – Portugal, Teresa Carvalho, nutricionista e assessora técnica da APN – Associação Portuguesa de Nutrição, e Ingrid Falcão, Environment Executive da Tetra Pak Portugal, que apresentou o plano de implementação do projeto “Boa embalagem, boa vida” em Portugal.

O relatório, baseado num estudo feito com consumidores portugueses, mostra os padrões de consumo em algumas áreas e as suas expectativas relativamente ao que o mercado disponibiliza. São indicadas sete tendências: cuidar da saúde de forma integral, preparar as refeições em casa, rumo a um consumo mais consciente, digitalização, envelhecimento ativo, maior consciência quanto ao ambiente e alterações climáticas e estilo de vida urbano.

O estudo conclui que mais de metade dos portugueses (58%) consideram-se consumidores conscientes da importância da saúde. Segundo o mesmo, 91% dos portugueses referem que o mais importante na hora de escolher os alimentos é que sejam saudáveis; 77% aponta para o facto de serem naturais, ou seja, que não tenham aditivos nem conservantes. Para 92%, a segurança alimentar é o aspeto mais importante quando optam por bebidas em embalagens de cartão.

Quanto às embalagens, 74% dos portugueses afirmam que uma embalagem não ser amiga do ambiente seria motivo suficiente para não comprar ou comprar menos determinado produto. Além disso, 76% considera importante que as embalagens sejam fabricadas a partir de materiais renováveis, 55% julga ser relevante o produto ter uma certificação ambiental e 65% afirma ter em conta a embalagem no momento de escolher um alimento ou bebida.

Os portugueses têm em consideração também o lado funcional: um formato inadequado pode ser motivo para não comprar, com 83% a afirmar que a dimensão deve ser adequada à necessidade e 67% a indicar que a embalagem deve ser fácil de armazenar.

Publicidade

Publicidade

Carrefour eleva o nível na venda online de vinho e assegura entregas em Portugal

Jorge Carvalho vai liderar a expansão da Burger King em Portugal