in

“Vemos com a nossa solução uma nova forma dos retalhistas alargarem os seus serviços”

Apoiar os retalhistas na venda segura aos consumidores, mitigando, ainda, a propagação da Covid-19 é o objetivo da Bloq.it, startup portuguesa que desenvolve tecnologia para cacifos inteligentes, que estabeleceu uma parceria com a Sonae Sierra. Desde julho, já é possível levantar uma encomenda feita no Centro Colombo sem que o cliente tenha necessidade de se dirigir às lojas, reduzindo, assim, a sua potencial exposição à Covid-19 e garantindo-lhe uma maior segurança, assim como aos lojistas, ao diminuir o contacto. Estes cacifos, que são abertos através de um código disponibilizado pelo lojista, e que garantem um menor risco de furto, permitem ainda ao cliente recolher a sua compra de forma completamente contactless, além de ajudarem à atividade dos retalhistas, com um processo de entregas digital, rápido e fácil. João Lopes, cofundador da Bloq.it, explica os contornos desta parceria e deste serviço que, depois de devidamente consolidado, quer alcançar mais centros e mais retalhistas.

 

Grande Consumo – A que se deve a aposta neste projeto pioneiro com a Sonae Sierra? Quais os seus objetivos qualitativos e quantitativos?

João Lopes – Esta parceria com a Sonae Sierra nasce um ano após termos fundado a Bloq.it, sendo o resultado do trabalho que temos vindo a realizar junto do mercado nestes meses. Através de diversos projetos piloto, em várias partes do país, aproximámo-nos do consumidor e conseguimos desenvolver, ainda mais, o nosso serviço, pelo que acreditamos que é agora o momento ideal para iniciarmos esta parceria de maior dimensão com a Sonae Sierra e que nos permite levar os nossos cacifos a milhares de pessoas.

Perante todo o contexto de pandemia, esta colaboração pretende disponibilizar soluções inovadoras que apoiem a atividade comercial dos lojistas do Centro Colombo. Sendo a Sonae Sierra um grupo que tem vindo a apostar fortemente na segurança e na inovação, considerámo-lo o parceiro ideal para alcançarmos o nosso objetivo central atual: melhorar a vida dos lojistas e dos consumidores, ao reforçar a estratégia de segurança do centro e promover mínimo contacto durante o processo de compra, nomeadamente, no momento de levantar as encomendas.

Com esta parceria, para já, pretendemos alcançar o máximo de lojistas e consumidores possíveis no Centro Colombo, consolidando o serviço, para que, depois, possamos avaliar a ida desta solução para outras superfícies, nos próximos meses.

 

Bloq.it
João Lopes, Miha Jagodic e Ricardo Carvalho, fundadores da Bloq.it

 

GC – É o projeto certo, na altura certa? Que tempo de desenvolvimento está em causa? Como surgiu esta ideia?

JL – Consideramos que, nesta altura, a nossa solução faz ainda mais sentido em grandes superfícies comerciais, onde existe um contacto entre o lojista e o consumidor, que tem de ser agora ainda mais cuidadoso. Assim, ao levarmos os nossos cacifos ao Centro Colombo, estamos a criar uma nova forma de fazer compras, que traz grandes benefícios tanto para o lojista como para a pessoa que visita o espaço.

Por um lado, os nossos cacifos vêm diminuir o número de pessoas dentro das lojas, ao mesmo tempo que facilitam o processo de encomenda e entrega. Por outro, o consumidor pode levantar a sua encomenda de forma gratuita, rápida e autónoma, sem que seja necessário contacto com o lojista ou que se tenha sequer de dirigir à loja: basta chegar, abrir o cacifo e levar o objeto adquirido.

A ideia de levar a nossa solução a este centro prendeu-se com a necessidade que identificámos de inovar no processo de transação e recolha de encomendas. Apesar da parceria ser recente, o conceito de transações sem contacto já estava presente na Bloq.it, pelo que apenas tivemos de nos adaptar às necessidades do Centro Colombo, o que veio exigir pouco tempo de preparação e possibilitou um avanço rápido da iniciativa.

 

Perante todo o contexto de pandemia, esta colaboração pretende disponibilizar soluções inovadoras que apoiem a atividade comercial dos lojistas do Centro Colombo. Sendo a Sonae Sierra um grupo que tem vindo a apostar fortemente na segurança e na inovação, considerámo-lo o parceiro ideal para alcançarmos o nosso objetivo central atual: melhorar a vida dos lojistas e dos consumidores, ao reforçar a estratégia de segurança do centro e promover mínimo contacto durante o processo de compra, nomeadamente, no momento de levantar as encomendas

 

GC – Em que se diferem estes cacifos face a outras propostas mais convencionais?

JL – Atualmente, somos os únicos com uma solução tão completa e multifuncional a nível de cacifos inteligentes no mercado, tanto a nível nacional como internacional. Além disso, os cacifos Bloq.it são, em Portugal, os únicos 100% inteligentes.

A nossa diferenciação advém de toda a tecnologia e software que está presente em cada cacifo, que permite que sejam 100% digitais, exijam o mínimo de contacto durante o seu uso e que sejam controlados remotamente.

Ao contrário das outras alternativas no mercado, estes não têm um sistema de pagamento fixo, pelo que não é possível introduzir moedas ou cartões para os utilizar. Aliás, podem mesmo ser usados de forma gratuita, como acontece no Centro Colombo: tudo depende do objetivo da entidade que os adquire.

São ainda multifuncionais, podendo satisfazer várias necessidades e propósitos, em simultâneo. Primeiramente, à semelhança dos cacifos normais, têm a função de armazenar objetos no seu interior, permitindo que as pessoas os levantem passadas algumas horas. São ainda um ponto para carregar dispositivos eletrónicos, como telemóveis, computadores, entre outros, algo inédito neste tipo de material.

Como terceira mais valia, temos o facto de poderem também servir para a troca de itens entre pessoas e entre marcas e pessoas, sem envolver qualquer contacto, uma vez que quem vai recolher é notificado digitalmente, mas sem ter de se dirigir imediatamente ao local.

 

GC – É, no vosso entender, uma forma inteligente das lojas físicas reforçarem o seu leque de serviços, quando o e-commerce teve um grande impulso, infelizmente pelos motivos errados, com a pandemia da Covid-19?

JL – Sem dúvida que esta pode ser uma mais valia para as lojas que se encontram a operar em espaços físicos e não estão tão habituadas ao meio digital.

Vemos com a nossa solução uma nova forma dos retalhistas alargarem os seus serviços, indo cada vez mais ao encontro das necessidades dos clientes, que têm vindo a mudar de forma mais acelerada. Além disso, podem agora chegar a mais pessoas, inclusive aquelas que não se sentem, para já, confortáveis para voltar às lojas físicas.

A todas estas mais valias, alia-se o facto dos lojistas poderem ter esta opção inovadora sem qualquer custo ou dificuldade logística. Têm apenas de contactar a gerência do centro e mostrarem disponibilidade em aderir. 

 

GC – A aplicação da tecnologia contactless apresentava-se como incontornável num projeto desta índole?

JL – A tecnologia contactless está presente desde o início da nossa startup, sendo mesmo um dos pontos diferenciadores dos nossos cacifos e que os torna tão singulares, comparativamente com os restantes. Assim, e tendo em conta todo o contexto atual que exige o menor contacto possível entre as pessoas e os objetivos, consideramos que é agora ainda mais importante que esta seja introduzida nas transações comerciais, nomeadamente nas grandes superfícies, fazendo, assim, todo o sentido para a presente parceria.

Através desta tecnologia, conseguimos ter um maior impacto na segurança e distanciamento social de todos os que passam pelo cacifo, desde lojistas a consumidores, contribuindo em muito para o sucesso da nossa colaboração com a Sonae Sierra.

Para nós, esta necessidade vai até muito além do retalho. Acreditamos que o futuro deste e outros sectores passará por este tipo de tecnologia, privilegiando-se ainda, cada vez mais, opções que não exijam contacto e possibilitam a maior autonomia possível do consumidor.

 

Vemos com a nossa solução uma nova forma dos retalhistas alargarem os seus serviços, indo cada vez mais ao encontro das necessidades dos clientes, que têm vindo a mudar de forma mais acelerada. Além disso, podem agora chegar a mais pessoas, inclusive aquelas que não se sentem, para já, confortáveis para voltar às lojas físicas

 

 

GC – Quantos cacifos foram instalados? Os mesmos são limitados a uma entrega por cacifo? O serviço tem algum custo associado para o consumidor?

JL – Neste momento, temos já disponíveis dois cacifos no Centro Colombo, com dezenas de separadores cada, com diferentes capacidades, o que permite a troca de várias encomendas em simultâneo de diferentes dimensões e pesos.

No que respeita ao processo de utilização do consumidor, temos como objetivo que este seja o mais fácil e rápido possível. O serviço é 100% gratuito para o consumidor. Para recolherem as suas encomendas, os clientes precisam apenas de um telemóvel com um contacto telefónico associado, não sendo preciso instalar a aplicação da Bloq.it. O restante processo é completamente autónomo. Após o lojista deixar a encomenda no cacifo, o consumidor é automaticamente notificado por mensagem, com a informação de que já a pode levantar, devendo dirigir-se, dentro de um período de 16 horas seguintes, ao local, abrir o cacifo através de uma palavra-chave que lhe é enviada e recolher a sua compra.

 

GC – Há pretensão de alargar este serviço a outras ativos da Sonae Sierra? É um serviço exclusivo da Sonae Sierra?

JL – Neste momento, estamos focados no lançamento desta solução no Centro Colombo e na consolidação desta alternativa junto dos lojistas e consumidores. Posteriormente, avaliaremos a possibilidade de levar a nossa solução para outros estabelecimentos do país pertencentes à Sonae Sierra e a outros “players” do sector, pois consideramos que esta alternativa pode ser relevante na retoma da sua atividade.

 

Bloq.it

 

GC – Quantos lojistas do Centro Colombo aderiram à iniciativa? Como podem aderir?

JL – Temos, até à data, seis lojistas aderentes e estamos a trabalhar, em conjunto com a Sonae Sierra, para a adesão de cada vez mais lojas. De momento, é possível optar por recolher as encomendas das lojas da Hurley, da joalharia Olhar de Prata, da DJI Portugal, iServices, da loja de criança BStrong Kids e da modista Elena Mirò.

As marcas que ainda não tiverem aderido, e tenham interesse em fazê-lo, têm apenas de entrar em contacto com a administração do centro comercial e fornecer os dados do seu estabelecimento, devendo também instalar a aplicação da Bloq.it, disponível na App Store e na Google Play. Todo este processo não tem nenhum custo associado.

 

GC – Quando foi implementado o serviço? Que balanço podem fazer até à data?

JL – O serviço foi implementado no Centro Colombo, em julho, pelo que ainda estamos numa fase inicial e de crescimento, estando o nosso trabalho atualmente focado na captação de novos lojistas ao serviço.

Consideramos que, apesar de curto, o balanço deste primeiro mês de trabalho tem sido muito positivo, ao termos já diversas marcas a aderir, com diferentes tipos de serviços, o que demonstra, mais uma vez, a versatilidade dos nossos cacifos.

Nestas primeiras semanas já foram trocadas algumas encomendas e acreditamos que este número continuará a crescer, alcançando ainda mais pessoas que podem ver as suas idas às compras mais fáceis e rápidas.

Publicidade

Estée Lauder

Estée Lauder vai eliminar 2.000 postos de trabalho

Continente

Continente lança gama de álcool gel e desinfetantes