Unilever
in ,

Unilever espera melhorias no segundo semestre do ano

Alan Jope, CEO da Unilever, acredita que o consumo global permanecerá num nível baixo por algum tempo, apesar dos sinais de melhoria em algumas regiões do mundo.

O gestor avançou estas estimativas durante uma entrevista à Reuters. “Ainda acreditamos que o primeiro semestre deste ano será um período sustentado de contenção do consumo”, disse, acrescentando que espera que a demanda volte a recuperar no segundo semestre e, principalmente, em 2022.

Devido ao elevado nível de incerteza em relação à pandemia, Alan Jope mantém um perfil discreto em relação às metas de crescimento. “Não esperamos grandes contratempos do ponto de vista da margem, mas não quero entrar em detalhes até que as coisas estabilizem globalmente“, afirmou.

 

Sinais de recuperação

A Unilever beneficiou da crescente procura por alimentos embalados, como resultado da pandemia. Por outro lado, a empresa sofreu uma queda nas vendas de alimentos em locais públicos, como praias e restaurantes.

No entanto, Alan Jope vê sinais de recuperação, especialmente em Singapura e na China, onde os negócios estão, gradualmente, a voltar ao normal. Os mercados consumidores de África e da América Latina também estão a mostrar forte resiliência.

A Unilever pretende continuar a concentrar-se na reformulação do seu portfólio, no futuro próximo, mas isso não levará imediatamente a grandes desinvestimentos. Algumas marcas menores na indústria de beleza e cuidados pessoais poderão ser vendidas, mas o impacto será mínimo, garantiu o CEO.

Primark

Vendas da Primark caem 30%

Rangel

Rangel inicia operação logística no México