Princesa Amandine
in

Princesa Amandine planeia duplicar produção de batata este ano

O crescimento da procura por batatas, e mais especificamente para a variedade Princesa Amandine, indicia um aumento significativo na comercialização esperado para 2021.

Segundo Jean Michel Beranger, diretor-geral da Associação Ibérica Princesa Amandine, “para este ano, e dependendo do crescimento da demanda, poderíamos até duplicar o volume total comercializado de batatas Princesa Amandine”.

Para o efeito, a Associação Ibérica Princesa Amandine, formada por Ibérica de Patatas, Zamorano, Udapa e a portuguesa Campotec, prevê duplicar a produção de batata até 2021. Assim, a área de cultivo passaria de 40 hectares, em 2020, para 80 hectares, este ano, nas zonas da Andaluzia e Castela e Leão. Especificamente, as plantações estão localizadas em Cartagena e Sevilha, para o início da temporada, e Valladolid, para o final da temporada.

 

Consumo de batata

O consumo de batata fresca nos lares espanhóis cresceu 16%, até novembro de 2020, somando 891,4 milhões de quilogramas de acordo com dados do Painel de Consumo do Ministério da Agricultura. Esse resultado deve-se, principalmente, ao bom desempenho da venda de batata nos supermercados dirigido ao consumidor final.

Atualmente, a Princesa Amandine pode ser adquirida em Espanha, nas linhas Alcampo, Ahorramás, Supersol, El Corte Inglés, Hipercor, Carrefour, Eroski e, desde fevereiro passado. na DIA. Em Portugal, é atualmente comercializada na Sonae (Continente), Pingo Doce, Auchan, Aldi e Intermarché.

produtos alimentares

ASAE procede à suspensão da atividade de um entreposto de géneros alimentícios

Continente

Continente repensa garrafas de água e poupa 400 toneladas de plástico